Vários – Levanta A Poeira (1977)

Bom dia, amigos cultos e ocultos! Unindo o útil ao agradável (ou coisa assim), aqui venho eu trazendo para vocês a postagem desta sexta feira. Digo isso, poque estou postando hoje um disco de doação, feito pelo amigo Fáres, que gentilmente nos ofertou e eu, como prometido, fiquei de digitalizar o lp para ele. Nessas horas, todos saem ganhado. Até porque, o disco de hoje é uma interessante coletânea, com algumas faixas que vale a pena relembrar. “Levanta a poeira” foi lançado em 1977, trata-se de uma coletânea daquelas tipo ‘salada mista’, onde a gravadora junta um pouco de tudo aquilo que tem de sucesso e faz isso, um mexidão. Como podemos ver aqui, temos uma relação de músicas e artistas bem diferentes entre si, embora todos rezem da mesma missa, a música popular brasileira. Temos Geraldo Vandré, Helena de Lima, Toquinho & Vinícius, Maria Creuza e entre esses, outros nomes como Mutinho, Luiz Carlos, Clovis de Lima, Beto Scala, Diomedes e Mauro Silva, artistas que com seus fonogramas complementam esta curiosa produção. Gosto de coletâneas como esta, confusas e mal trabalhadas. Sempre rola algo que estava me faltando ouvir.
No mesmo ano de 1977 a Som Livre também lançou um disco (de samba) como título bem parecido, “Levanta Poeira”, o qual, também já foi postado aqui no Toque Musical. Pensei até que fosse continuação da saga

levanta a poeira – mauro silva e sua banda
sabendo usar, não vai faltar – luiz carlos
oi lá – mutinho e toquinho
mas que doidice – maria creuza
porta estandarte – geraldo vandré
ri – barracão – chorou, chorou – helena de lima
recado ao samba – diomedes
meu panamá – mutinho
marcha da quarta feira de cinzas – toquinho e vinícius
rosa flor – geraldo vandré
moça do cabelo cacheado – beto scala
volta por cima – clovis de lima
.

Helena De Lima – Vale A Pena Ouvir Helena (1969)

Boa tarde, amigos cultos e ocultos! E aqui vamos nós, trazendo hoje este ótimo disco da cantora (e compositora) Helena de Lima. Álbum este que, creio eu, deve ser um relançamento. Não tive tempo de confirmar, mas creio que seja uma coletânea da Continental, através de seu selo Disco Lar. Uma seleção muito boa de sambas e para os quais eu destacaria “Ave Maria no morro”, de Herivelto Martins; “Por causa de você”, de Jobim e “Bom dia tristeza”, samba canção de Adoniran Barbosa e Vinícius de Moraes. Destaco de maneira bem pessoal, considerando apenas o meu próprio gosto. Mas, é claro que temos outras jóias aqui. E na voz poderosa da cantora tudo fica mais bonito. Confiram…

ave maria no morro
por causa de você
ausência
nunca é tarde
descrença
prece
o amor acontece
sombras
bom dia tristeza
mundo novo
luz de vela
velho bar
.

Fantasia E Fantasias (1954)

Em homenagem à nossa terça-feira, dia oficial do Carnaval, estou trazendo uma raridade que cabe bem para a ocasião. Um álbum para fechar com chave de ouro a nossa mostra carnavalesca. Mas não pensem vocês que se trata de mais um disco de 10 polegadas feitos para celebrar a festa de um determinado ano. O que temos aqui é a trilha sonora de um espetáculo audacioso apresentado no Golden Room do Copacabana Palace em 1954, chamado “Fantasia e Fantasias”. Criado e dirigido por José Caribé da Rocha, o ‘show musicado, sem interrupção e sem parte falada’ foi uma produção envolvendo música erudita, dança clássica e popular, samba, carnaval e artistas dos mais diversos. Um elenco de bailarinos, cantores e instrumentistas. A coreografia era de Nina Verchinina. Participavam em cena e como cantores, Doris Monteiro, Helena de Lima, Marisa, Claudia Morena, Carlos Augusto, Luiz Bandeira e o conjunto Quatro Azes & Um Coringa. O espetáculo deve ter sido realmente muito interessante. Na contra capa há um texto descrevendo toda a ação. A peça se divide em dois momentos. Inicialmente temos coisas de Liszt, Rachmaninoff e Kachaturian, abrindo os primeiros minutos do disco. Em seguida, ainda no primeiro lado, o ‘pot-pourri’ envereda para o popular, para o samba e as marchinhas de carnaval.
Taí,um trabalho dos mais interessantes. Uma raridade da qual não existe nenhuma referência publicada na rede. Possivelmente pode ser o último exemplar que restou para contar a história. Felizmente aqui volta a ser revelado. Escutem com outros olhos, ok?

overture
prelúdio
polichinelo
rapsódia sueca
concerto para celo e orquestra
história da maçã
se a lua contasse
serpentina
pierrot apaixonado
caraboo
pegando na chaleira
abre alas
miau, miau
assisti de camarote
marcha do tambor
bica nova
carrasco
mora na filosofia
só eu não
é bom parar
teu cabelo não nega

Helena De Lima – Só (1963)

Para fechar o dia, temos a noite inteira para ouvir a Helena de Lima, ok? Daí vocês respondem: “Só!” Então vamos à ela neste lp de 63. Um álbum pouco falado, possivelmente também pouco ouvido. Digo isso talvez baseando em mim. Confesso que este lp eu ainda não tinha ouvido. Por isso partilho com vocês o prazer de escutar mais um álbum desta magnífica cantora que embalou as noites paulistas e cariocas dos anos 50 e 60. Vamos nessa? Comentários, nós agradecemos…

uma canção por um milhão
amor sem adeus
coincidência
velha saudade
é tarde
desilusão
sem amor, sem você
o certo é você
canção de esperar amor
um pequeno nada
juizo final

Helena De Lima E Adeílton Alves – Ataulpho Alves Por… (1969)

Diante ao ‘ibope’ que a Helena de Lima está fazendo numa das recentes postagens (mesmo que na surdina), resolvi voltar com ela em um velho-novo lp. Aqui temos Helena ao lado de Adeílton Alves, interpretando algumas pérolas do maravilhoso Ataulpho Alves. Este disco foi gravado para o MIS, na sua série de registros históricos. Um álbum também raro e muito procurado. Quem chegou até aqui, achou…

1- LEVA MEU SAMBA (A. Alves)
– TALENTO NÃO TEM IDADE (A. Alves)
– POIS É (A. Alves)
– QUANTA TRISTEZA (A. Alves-André Filho)
– TEMPO PERDIDO (A. Alves)
2- MANTENDO A TRADIÇÃO (Ataulfo Alves)
– AI, QUE SAUDADES DA AMÉLIA (A. Alves-Mário Lago)
– MULATA ASSANHADA (A. Alves)
3- SE A SAUDADE ME APERTAR (A. Alves-Jorge de Castro)
– VAI, MAS VAI MESMO (A. Alves)
– INFIDELIDADE (A. Alves-Américo Seixas)
– ERREI, SIM (A. Alves)
– ERREI, ERRAMOS (A. Alves)
– VAI NA PAZ DE DEUS (A. Alves-Antônio Domingues)
– SEI QUE É COVARDIA (A. Alves-Claudionor Cruz)
– ENTRE NÓS TUDO ACABADO (A. Alves)
– ATIRE A PRIMEIRA PEDRA (A. Alves-Mário Lago)
4- MEUS TEMPOS DE CRIANÇA (A. Alves)
– VOCÊ PASSA, EU ACHO GRAÇA (A. Alves-Carlos Imperial)
– BOM CRIOULO (A. Alves)
– PAGO PRA VER (A. Alves)
– DEIXA O TORÓ DESABAR (A. Alves)
– NA CADÊNCIA DO SAMBA (A. Alves-Paulo Gesta)
5- SAUDADE DELA (A. Alves)
– VIDA DE MINHA VIDA (A. Alves)
– ATÉ BREVE (A. Alves-Cristóvão de Alencar)
6- FÊNIX (A. Alves-Aldo Cabral)
– LARANJA MADURA (A. Alves)
– ME QUEIRA AGORA (A. Alves)
– NA GINGA DO SAMBA (A. Alves)