Os Originais Do Samba – Pra Que Tristeza (1974)

Boa noite, meus prezados amigos cultos e ocultos! Eis que me surgiu mais uma folguinha e um leve desejo de fazer uma última postagem neste ano de 2013 que vai se encerrando. Eu havia pensado em criar uma coletânea para embalar os festejos de fim de ano, mas creio que já está meio em cima da hora. Para garantir pelo menos um final feliz, aqui vai um dos melhores discos do grupo Os Originais do Samba. “Pra que tristeza”, álbum lançado me 1974, fase muito boa. No disco temos pelo menos duas músicas de muito sucesso, “Tragédia no fundo do mar”, também conhecida como “Assassinaram o camarão”, que fez muito sucesso e se tornou hoje um samba clássico. E falando em clássico, temos o “Samba do Arnesto”, de Adoniran Barbosa, que também participa nesta swingada versão.
E ficamos então assim… Se a gente não se ver amanhã, fica aqui e já os meus votos de boas festas. Um feliz ano novo para todos. Muita paz, amor, saúde e música! Que em 2014 a gente consiga realizar tudo aquilo que ainda não foi possível. que seja o ano das muitas realizações. Saudações musicais a todos!
saudade e flores
samba do arnesto
cabeça que nao tem juízo
tragédia no fundo do mar
pra que tristeza
mulata faceira
boato
canto de amor
buchicho
complicação
quem me dera
não sei de anda
.

Samba 80 (1980)

Olá amigos cultos e ocultos! Como informei ontem, nesta semana só vamos ter ‘as boas’. Apenas não decidi ainda se serão as moças das capas ou as músicas de carnaval. Por via de dúvidas, vou mantendo as duas 😉
Olhem só que beleza… quer dizer, olhem só que coletânea boa, muito bem recheada. Não é extamente carnavalesca, mas é autenticamente de samba e carnaval é muito samba, né não? Pois é, temos aqui este álbum promocional, uma produção RCA, reunindo um pouco da sua safra de sambas para o ano de 80. Apreciem com moderação. Amanhã tem mais 😉

beth carvalho – pedi ao céu
conjunto samba som sete – sonho sonhado
joão bosco – sudoeste
tom, miucha e chico – turma do funil
aparecida – ela mandou
originais do samba – cadê maria
martinho da vila – no embalo da vida
joana – diga aí
antonio carlos e jocafi – roça errada
eliana pittman – lenço branco
luiz américo – desabafar
os batuqueiros – o galo da vovó

Os Originais do Samba – O Samba É A Corda Os Originais A Caçamba (1972)

A uns dois anos atrás, um amigo quiz comprar este disco na minha mão. Ele era fascinado por esse grupo e insistiu muito para que eu o vendesse. Embora fosse um vinil bem conservado e raro, não era exatamente o tipo de samba que me agrada. Daí, acabei vendendo para ele. Porém, em virtude de uma viagem, esse meu amigo acabou não concretizando o negócio comigo. Passaram-se dois anos e agora ele volta querendo o disco. Que azar, acho que acabei vendendo para outro. Não o encontrei de forma nenhuma. Apesar da frustração, prometi ao meu amigo que lhe daria, pelo menos, o álbum em mp3. Gastei um dia inteiro baixando-o pelo e-mule, para depois descobrir que (por minha desatenção), deixei de fazê-lo em 30 minutos no Loronix ou no J Thyme… kind. O que a gente não faz pelos amigos. Depois de tudo que passei, agora faço questão de postá-lo aqui também.
Para os que não conhecem, este grupo surgiu nos anos 60. Levavam um sambinha na linha pagode (como conhecemos hoje), uma espécie de samba-pop (será que isso existe?). Um dos integrantes do grupo era o Mussum, aquele que também fazia parte dos Trapalhões, junto com Renato Aragão. Neste disco, a música que se destaca é “Do Lado Direito da Rua Direita”, sambinha muito popular ainda hoje.

01 – Do Lado Direito da Rua Direita (Luis Carlos / Chiquinho)
02 – Catimba Criolo (Wando)
03 – Ciranda Cirandeia (Recife Em Dia de Festa) (Zapata / Carvalho)
04 – Esperanças Perdidas (Adeílton Alves / Delcio Carvalho)
05 – Cravos e Rosas (Luis Carlos / Lelé)
06 – As Três Capitais (Murilo Penha “Bidi”)
07 – A Volta do Ponteiro (Beto Scala / São Beto)
08 – Eu Vou Pagar Pra Ver (Luis Wanderley / Antônio Aguiar)
09 – Tchuna Macurucaiao (José Roberto / Bulau / Lelé)
10 – Boi Bumbá (Zito de Souza / Toninho / Jorge Veiga)
11 – Tereza (Jorge Ben “Jorge Benjor”)
12 – E Lá Se Vão Meus Anéis (Eduardo Gudin / Paulo César Pinheiro)
13 – Lá Vem Salgueiro (Jorge Ben “Jorge Benjor”)