Al Quincas & Nestor Campos – Boite Para Dois (1958)

Olá amigos cultos e ocultos! Dando sequência às nossas postagens de ‘super raros’, trago aqui mais disquinho jóia (putz! quanto tempo eu não pronuncio essa palavra!). Mas é jóia mesmo. Se ontem tivemos ‘um em dois’, hoje teremos ‘dois em um’. Segue aqui o lp “Boite para dois”, um disco ‘mezzo a mezzo’. De um lado temos Joaquim Gonçalves, mais conhecido como Al Quincas e do outro Nestor Campos, dois ilustres representantes do lendário Trio Surdina, respectivamente violino e guitarra, fechando com Gaúcho no acordeon. Aqui, neste álbum, podemos conhecer um pouco mais das qualidades desses dois grandes músicos instrumentistas. Nestor Campos, um fera das cordas, pouco lembrado como um dos maiores guitarristas brasileiros, tem aqui a função não apenas de tocar maravilhosamente bem. É dele também os arranjos e a liderança num conjunto com piano, vibrafone, acordeon, baixo e bateria. Num estilo bem dançante, ele nos apresenta oito temas de sucesso, entre sambas, fox-trot e outros bailados. Por parte de Al Quincas, temos o músico acompanhado de orquestra. Só que em suas oito faixas, também composta por ‘standars’ de sucessos, ele toca é saxofone. E muito bem, como poderão verificar. Um discão que sem dúvida irá agradar a todos os que nos acompanham. Escutem aí…

morena boca de ouro
the rose tatoo
dance e não se canse
bailinho da madeira
agora é cinza
arriverdeci roma
c’est la vie
molly-o
lisboa antiga
stranger in paradise
moritat
cocktail for two
donne moi
memories are made of this
os pobres de paris
c’est a hambourg