Programa Especial Vol. 1 (1979)

Olá amigos cultos e ocultos! Infelizmente, para mim, ainda continuo com uma tendinite no braço direito, o que me impede de ficar muito tempo mexendo no computador e daí manter o ritmo de postagens, que tem caído muito por essas e outras… Felizmente, para vocês, tenho um grande colaborador, que muito tem nos ajudado a manter o Toque Musical, o sempre pronto Samuca. Neste mês de outubro quem vai dominar as paradas é ele. Eu irei apenas fazendo pequenas intercessões, com uma ou outra postagem.
Assim sendo, escolhi para os próximos dias a coletânea “Programa Especial”, lançada pela Polygram, através de seu selo Polifar. No caso, tenho uma série com os quatro primeiros volumes. São coletâneas de artistas dessa gravadora e que procura estabelecer em cada volume um encontro de artistas com as mesmas afinidades de estilo. Começamos com essa coletânea que reúne quatro grandes nomes da chamada ‘soul and black music brasileira”: Tim Maia, Luiz Melodia, Hyldon e Cassiano. Neste lp foram selecionadas doze autênticas ‘pérolas negras’. Músicas que marcaram uma época e hoje se tornaram verdadeiros clássicos. Pessoalmente, desta série, este é o melhor volume. Como dizem, o disco ficou redondinho 😉 Confiram…

azul da cor do mar – tim maia
acontecimento – hyldon
estácio, holly estácio – luiz melodia
coleção – cassino
primavera (vai chuva)
na sombra de uma árvore
pérola negra – luiz melodia
a lua e eu – cassiano
eu amo você – tim maia
na rua, na chuva, na fazenda – hyldon
magrelinha – luiz melodia
salve essa flor – cassiano
.

Francisco Alves – Os Ídolos do Radio Vol. II (1986)

Bom dia, amigos cultos e ocultos! Deus ajuda quem cedo madruga e hoje eu preciso correr, o trabalho me chama. Mas antes de sair, vou logo para a nossa postagem, pois eu não sei se terei tempo depois. E aí, vocês já ouviram a ‘web rádio’ Armazém da Saudade? Tenho certeza de que por lá também estão rolando os compactos que por aqui fazem tanto sucesso.

Hoje é sexta e vamos com o independente, mais um disco da Collector’s Editora, desta vez trazendo a figurinha, aqui já bem carimbada, mas sempre importante do grande Francisco Alves. Este disco ou esta coleção, talvez não seja exatamente uma produção independente, mas pelo fato de trazer gravações raras, que nunca foram lançadas comercialmente e pelo próprio sentido que levou os idealizadores a criarem, podemos entender o glorioso trabalho com algo fora do comum, uma produção independente. Como já foi mencionado no primeiro volume postado aqui, o do Orlando Silva, esta coleção reúne gravações raras, recolhidas por um longo tempo e foi criada pelo radialista e professor de marketing, José Maria Campos Manzo. Os discos desta coleção, são limitados, possuindo inclusive um número de série. A Collector’s Editora ainda mantém um site e ainda é possivel encontrar vários desses exemplares. Se alguém se interessar pelas preciosidades é bom correr atrás. Dificilmente elas voltarão a ser relançadas.
Temos então o Francisco Alves, que neste disco nos é apresentado interpretando músicas por ele nunca gravadas comercialmente. São composições do repertório de outros grandes nomes da época, como Carmen Miranda, Dalva de Oliveira, Paraguassu, Silvio Caldas, Dorival Caymmi e outros. Esses registros raros foram feitos ao vivo, no rádio e são muito interessantes também pela interpretação do Chico Viola. O álbum ainda traz um encarte com textos de Paulo Tapajós comentando cada faixa e a interpretação que lhe são dadas por Francisco Alves.
*Adendo: Em nome do bom senso e respeito por um trabalho tão importante. Estou retirando o link desta postagem. Fui informado que a Collector’s Editora continua na ativa e acho que é a ela quem vocês devem procurar. Desculpem-me amigos cultos e ocultos e ao pessoal da editora.
saia do caminho
azulão
inquietação
história joanina
joão valentão
segredo
louco (ela e seu mundo)
caboclo bom
da cor do pecado
jornal de ontem
saudade de itapoã
na baixa do sapateiro

100 Anos De Música Popular Brasileira – Projeto Minerva Vol. 2 (1975)

Em dezembro do ano passado eu havia postado aqui alguns discos da coleção “100 Anos de Música Popular Brasileira” do saudoso Projeto Minerva. Esta série é composta (me parece) de oito volumes. Eu já havia apresentado quatro, como se pode verificar por aqui Ó. Há pouco mais de um mês, atendendo aos meus pedidos e aos de muitos frequentadores do blog, uma alma bondosa enviou para nós mais um exemplar, o número 2. Demorei um pouquinho em postá-lo, pois esperava encontrar os outros restantes. Como não aconteceu ainda e para não perder o fio da meada, vou hoje postando o que tenho. Obrigado amigão, valeu demais!

O volume 2 contempla as composições dos anos 30 de nomes como João da Bahiana, Ary Barroso, Ismael Silva, Joubert de Carvalho, Noel, Sinhô, Donga e Caninha. Para este registro ao vivo estão presentes como intépretes Altamiro Carrilho e Seu Conjunto, Odete Amaral, Paulo Marques e Paulo Tapajós. Esta gravação foi feita no estúdio da Rádio MEC entre dezembro de 1974 à janeiro de 75. Taí então mais um volume. Agora só faltam três. Quem tiver os outros e quiser nos enviar, será um grande favor 🙂
cabide de molambo – paulo tapajós
essa nega quer me dá/me leva seu rafael – paulo tapajós
pelo telefone – paulo tapajós
gosto que me enrosco – paulo tapajós
se você jurar – paulo marques
faceira – paulo marques
aquarela do brasil – altamiro carrilho e seu conjunto
taí – odete amaral
maringá – paulo marques
com que roupa – paulo marques
conversa de botequim – paulo marques
feitiço da vila – odete amaral
último desejo – odete amaral

Ataulfo Alves – Nova História da Música Popular Brasileira (1978)

Olá a todos! Vamos aos poucos voltando à normalidade, pois como diz o outro, o ano só começa depois do Carnaval. Acho que é talvez por isso que o ano nunca começa direito, pois continuamos contaminados pela folia. Nossa música nos faz lembra disso o tempo todo. Principalmente o samba e as marchinhas que viraram sinônimo de Carnaval.
Logo no inicio do ano comecei a postar os álbuns da coleção Nova Historia da MPB. Porém, diante à tantos fatos recentes e uma tremenda ‘falação’, achei por bem dar uma ‘manerada’. Vamos a partir de agora espaçar ainda mais os intervalos entre um volume e outro. Para aqueles que quiserem eu poderei enviar por e-mail links temporários dos álbuns, na medida em que eu os for digitalizando. Para isso, basta que a pessoa envie um e-mail fazendo a solicitação. Criarei uma listagem exclusiva somente para este caso, em especial.
Temos então, mais um volume (na ordem alfabética) da coleção. Desta vez com o grande (literalmente) Ataulfo Alves. Figurinha já bastante apresentada no Toque Musical, volta agora em oito faixas interpretadas por outros grandes nomes da MPB e muita história pra contar. Aproveitem…

mulata assanhada – miltinho
errei, erramos – orlando silva
a você – carlos galhardo
atire a primeira pedra – orlando silva
ai, que saudade da amélia – ataulfo e academia do samba
saudade dela – silvio caldas
lenço branco – ataulfo alves
meus tempos de criança – ataulfo jr.

Ary Barroso – Nova História Da Música Popular Brasileira (1977) 6

Olá meus caríssimos! Continuo a lembrar, principalmente aos desavisados e desatentos visitantes, que estou recolhendo os contatos de interessados em manter o acesso ao blog, caso venhamos mesmo a nos transferir para um espaço privado. Já temos listado mais de 600 solicitações. Ainda bem que o espaço e virtual 😉
Temos aqui outro campeão de audiência da coleção Nova História da Música Popular Brasileira. Seguindo a ordem alfabética, a semana é de Ary Barroso. Um dos mais férteis compositores brasileiros e mundialmente conhecido, principalmente por sua Aquarela do Brasil. Nasceu em Ubá, Minas Gerais, onde viveu até por volta dos 18 anos. Mudou-se para o Rio de Janeiro e daí começa sua grande caminhada. Foi advogado, jornalista, radialista, vereador, dirigente esportivo, amante do futebol e principalmente compositor de canções que refletem o verdadeiro espírito brasileiro. Sua música sempre foi evocando os valores e costumes de seu país. Ary sempre lutou pela autenticidade da nossa arte maior, a música popular.
Eu sou um cara privilegiado, pois tenho comigo há mais de 20 anos, um óculos que pertenceu ao Ary Barroso. Quando eu conto esta história todo mundo duvida e nem mesmo mostrando ele na minha cara as pessoas se convencem. Na verdade, nem eu acredito, pois a única coisa que tenho é a palavra do antiquário que jurou de pé junto que o óculos era do Ary. Nunca dei muita bola para isso, embora já tivesse visto fotos antigas dele com o tal óculos. A foto da capa deste disco é uma delas e é possível comparar. De puro sarro, resolvi incluir no pacote as fotos do meu óculos do Ary Barroso para vocês também compararem. Infelizmente este não tem como compartilhar, mas está à disposição para aqueles que queiram comprovação.

na batucada da vida – elis regina
no tabuleiro da baiana – carmen miranda e luiz barbosa
como vaes você? – carmen miranda
na baixa do sapateiro – anjos do inferno
aquarela do brasil – silvio caldas
os quindins de iáiá – cyro monteiro
morena boca de ouro – joão gilberto
risque – linda batista

Antonio Maria – Nova História Da Música Popular Brasileira (1978) 5

Olá amigos, cada vez mais cultos que ocultos! Espero que tenham relaxado com o disco de ontem. De vez em quanto é bom tê-lo a mão para umas práticazinhas 🙂
Inicialmente quero fazer público os meus sinceros agradecimentos ao amigo Carlos, que mais uma vez contribuiu para com a qualidade da nossa postagem. Valeu demais!
Aqui estamos nós com mais um exemplar da coleção Nova História da Música Popular Brasileira. Seguindo, como foi dito, uma ordem alfabética. O número desta semana é dedicado ao cronista e compositor Antonio Maria. Não vou entrar em detalhes porque estes já estão incluídos. Só tenho a dizer que é um álbum nota 10 da coleção. Embora sempre fique um gostinho de ‘quero mais’.

menino grande – nora ney
ninguém me ama – nora ney
se eu morresse amanhã de manhã – dircinha batista
frevo n.2 do recife – maria bethania
valsa de uma cidade – os cariocas
canão da volta – dolores duran
suas mãos – silvia telles
manhã de carnaval – joão gilberto

Alceu Valença Geraldo Azevedo E Marcus Vinicius – Nova História Da MPB (1978) 4

Olá amigos! Pensaram que eu havia me esquecido da nossa postagem especial? Nada disso, apenas alguns atrasos e adaptações. Estou em transito, quer dizer, viajando, fora do QG. Mas, prevenido, deixei as coisas engatilhadas. A semana vai ser divertida.
O volume da vez agora é este, como Alceu Valença, Geraldo Azevedo e Marcus Vinicius. Me lembro que este exemplar foi o primeiro que eu comprei após assistir a um show de Alceu, na época do lançamento de seu álbum “Espelho Cristalino”. Ainda não conhecia bem o Geraldo Azevedo e muito menos no Marcus Vinicius. Uma coisa acaba levando a outra. Não demorou muito e eu logo comprei os álbuns “Quadrifônico” de Alceu e Geraldo e “Trem dos Condenados” de Marcus Vinicius. Comecei também a colecionar os fascículos desta coleção.
Neste álbum temos então três artistas que além de serem filhos do nordeste, inciaram seus trabalhos em cooperação, principalmente Alceu Valença e Geraldo Azevedo.

vou danado para catende – alceu valença
agalopado – alceu valença
punhal de prata – alceu valença
esse choro um – marcus vinicius
em copacabana – geraldo azevedo
novena – geraldo azevedo e alceu valença
caravana – geraldo azevedo
trem dos condenados – marcus vinicius

Adoniran Barbosa E Paulo Vanzolini- Nova História Da MPB (1978) 3

Iniciando mais uma semana, vou logo trazendo outro volume da coleção Nova História da Música Popular Brasileira. Como eu já havia informado (e pelo jeito estarei informando sempre a cada novo volume), a apresentação da série é feita por ordem alfabética e não conforme a de lançamento. Mesmo porque, não há uma numeração a ser seguida.
Hoje temos duas figuras excepcionais, dois mestres, Adoniran Barbosa e Paulo Vanzolini. Não há muito o que se possa falar desses dois compositores paulistas que já não tenha sido dito. Aliás, neste disquinho, não há muito o que se possa mostrar tanto de um quanto do outro. Eu sinceramente não entendo até hoje o que levou a Abril Cultural a lançar essa coleção com um disco de 10 polegadas. Será que não dava para ser um ‘long play’ com quatro musiquinhas a mais? Melhor ainda, será que não dava para fazer um álbum duplo? Ou pelo menos dar a cada artista escolhido um volume exclusivo? Esta coleção é muito legal, mas deixa a gente com água na boca, um gostinho de quero mais. Talvez seja essa mesma a intenção. Temos então, de um lado Adoniran e do outro o Vanzolini. Acompanhando, segue o álbum com as informações que o completa. Confiram…

saudosa maloca
samba do arnesto
bom dia tristeza
trem das onze
ronda
volta por cima
praça clóvis
capoeira do arnaldo

Abel Ferreira E O Choro – Nova História Da Música Popular Brasileira (1978) 2

Como eu havia anunciado, esta semana é dedicada à voz feminina. Porém, eu também disse que teríamos, semanalmente, um volume da coleção Nova História da MPB. Dessa forma e excepcionalmente teremos hoje duas postagens (oooba!). Estou afirmando isso, mas ainda nem tive tempo de preparar nossa artista do dia. Eu bem que poderia ter escolhido uma representante feminina da série, mas a participação das mulheres nesta coleção é quase insignificante, se limitando a Dolores Duran e Rita Lee, que ainda por cima dividem discos, respectivamente, com Tito Madi e Secos & Molhados. Além do mais, a ordem de apresentação dos volumes, eu achei por bem fazê-la na ordem alfabética, visto que não há uma numeração expressa para cada álbum lançado.
Temos então o disco do Choro, sendo o clarinetista Abel Ferreira o seu representante. Não entendi muito bem o motivo, visto que das oito faixas apenas em duas ele é o solista. De qualquer maneira é um disco que nos dá uma pequena amostra do que é o chorinho e alguns de seus chorões.

numa seresta – abel ferreira
dinorá – altamiro carrilho e seu regional
quando a minha flauta chora – dante santoro e regional
chorando baixinho – abel ferreira e regional
espinha de bacalhau – severino araújo e orquestra tabajara
andré de sapato novo – carlos poyares
na glória – raul de barros e regional
eu quero é sossego – paulo moura e conjunto

Valsa Brasileira – Nova História Da Música Popular Brasileira (1976) 1

Bom dia, amigos cultos e ocultos! Como eu havia prometido para este novo ano, estarei postando os discos da coleção “Nova História Da Música Popular Brasileira” que me foi gentilmente doada pelo amigo Carlos Moraes. Esta é aquela coleção que todo mundo tem, mas ninguém tem ela completa. Agora, durante o ano, uma vez por semana, estarei postando um volume dessa série super bacana. Procurarei seguir as postagens por ordem alfabética, já que esta coleção não é numerada. Agora chegou a chance de completar a série. A coleção da Abril Cultural, me parece, saiu umas três vezes. Esta, creio, seria a segunda.
Sobre o conteúdo de “A valsa brasileira”, assim como os demais discos da série que virão, eu não irei me ater. Todas as informações estarão incluídas no ‘pacote’. Vocês sabem, aqui é serviço completo, barba e cabelo. 🙂

torturante ironia – silvio caldas
boa noite amor – francisco alves
ciúmes sem razão – orlando silva
e o destino desfolhou – carlos galhardo
só nós dois no salão… e esta valsa – francisco alves
mais uma valsa… mais uma saudade – carlos galhardo
caprichos do destino – orlando silva
torre de marfim – carlos galhardo

100 Anos De Música Popular Brasileira – Projeto Minerva Vol.7 (1975)

Olá amigos cultos, ocultos e demais passantes. Ainda não acertamos com o quadriho de bate-papo? Não sejam preguiçosos 🙂 Não desistam…
Hoje finalizo a postagem dos quatro álbuns que tenho disponível do Projeto Minerva. Como informei anteriormente, esta coleção é composta de oito volumes. Foi lançada em 1975 pelo MEC através da Tapecar. Nos anos 80 a coleção voltaria num relançamento pobre da Soma/Sigla, sem preocupação ou cuidado de incluir as informações como no original. Depois de haver postado os quatro discos, vejo o quanto são raros. Ninguém tem, ninguém viu… mas quem sabe, numa hora dessa aparece…
O disco deste volume é todo dedicado ao samba e traz registros raros do mestre Cartola. Tem a música de Nelson Cavaquinho, Candeia e Martinho da Vila. Paulinho da Viola, Beth Carvalho, Elza Soares e Roberto Silva. Pronto, não precisa dizer mais nada, não é mesmo? Momentos realmente raros com gosto de quero mais 🙂 Toque aí…

divina dama – quem me vê sorrindo – cartola
o sol nascerá – cartola
alvorada – cartola
acontece – cartola
notícia – roberto silva
luz negra – beth carvalho
a flor e o espinho – beth carvalho
as folhas secas – beth carvalho
a voz do morro – roberto silva
diz que fui por aí – elza soares
casa de bamba – roberto silva
tom maior e pequeno burguês – beth carvalho
canta, canta minha gente – elza soares
tiradentes – roberto silva
heróis da liberdade – beth carvalho
filosofia do samba- paulinho da viola
minhas madrugadas – paulinho da viola
manhã de carnaval – elza soares

100 Anos De Música Popular Brasileira – Projeto Minerva Vol.1 (1975)

Pelo jeito os amigos ainda não pegaram a ‘manha’ do novo quadrinho de bate-papo. Confesso que nem eu, mas podem acreditar, não vou ficar inventando moda. A troca por esse novo quadrinho de comunicação foi muito pelo tamanho e os recursos. Me parece que através dele podemos criar um grupo, acompanhar uma discussão estando ou não nas páginas do blog. Aconselho aos amigos se cadastrarem. Se de uma hora para outra o Toque Musical precisar ir para o privado, só se salvarão os que estiverem com o bilhete.
Tenho para hoje mais um exemplar da coleção Projeto Minerva, na verdade o primeiro, como foi solicitado. Como eu já havia comentado, infelizmente me faltam quatro volumes para completar a coleção (2, 3, 4 e 8). Se acaso alguma boa alma tiver e quiser cooperar comigo, serei muito grato.
O volume 1 é um álbum que contempla mais ao chorinho e seresta. Os registros deste disco são exclusivamente do programa com Paulo Tapajós e Altamiro Carrilho.

flor amorosa – altamir carrilho e conjunto
lua branca – paulo tapajós
corta jaca – alamirro carrilho e conjunto
brejeiro – altamiro carrilho e conjunto
apanhei-te cavaquinho – altamiro carrilho e conjunto
terna saudade – paulo tapajós
primeiro amor – altamiro carrilho e conjunto
cabocla bunita – paulo tapajós

100 Anos De Música Popular Brasileira – Projeto Minerva Vol.6 (1975)

Embora pouco comentada a postagem do volume 5 do Projeto Minerva, vieram muitas solicitações para que eu continuasse a postar outros números. Tá certo, aqui vai mais um…
Hoje teremos o volume 6, onde constam registros de Pery Ribeiro, Rosana Toledo, Lúcio Alves, Johnny Alf e Alayde Costa. Infelizmente este sexto volume que tenho é do relançamento, feito nos anos 80 pela Sigla/Soma. Eu chego a ficar indignado com o pouco caso que fizeram ao relançarem essa coleção. Os álbuns, originalmente eram de capa dupla, trazendo em seu interior as informações sobre seu conteúdo (número das faixas, ficha técnica, etc…). Para pouparem gastos na produção, a série relançada pela Sigla/Soma em 84 veio desfalcada. Os caras não tiveram a sensibilidade de ver que o mais importante para se compreender o disco e essa coleção estava ali, no que eles omitiram. Para saber quem é quem e o que é o quê só mesmo olhando pelo selo, que por sinal não informa muita coisa, nem a data. Daí, quando a gente cisma de criar um blog e disponibilizar o disco com as informações completas, os caras dizem que é pirataria. Mas vamos deixar essa questão para um outro momento, que por sinal eu gostaria de dar meus esclarecimentos.
Como relação ao nosso disquinho do dia, o que tenho a completar é dizer que o mesmo traz um repertório que compreende o período que vai de 60 a 70, entre bossas, Jorge Ben e outras tropicálias. Participam do programa outros músicos de renome, mas só identifiquei o Altamiro Carrilho, que por sinal pelejou para se manter no ritmo da bossa. Segue a baixo a programação:

lobo bobo – alayde costa
influência do jazz – johnny alf
o barquinho – alayde costa
fim de noite – lúcio alves
canto de ossanha – rosana toledo
consolação – pery ribeiro
última forma – pery ribeiro
pra dizer adeus – pery ribeiro
a banda – pery ribeiro
carolina – pery ribeiro
travessia – rosana toledo
canção do sal – pery ribeiro
é de manhã – pery ribeiro
esse cara – rosana toledo
roda – pery ribeiro
procissão – pery ribeiro
preciso aprender a só ser – rosana toledo
chove chuva -pery ribeiro e rosana toledo
mais que nada – pery ribeiro e rosana toledo
país tropical – pery ribeiro
fio maravilha -pery ribeiro e rodan toledo

100 Anos De Música Popular Brasileira – Projeto Minerva Vol. 5 (1975)

A sexta-feira foi um pouco corrida e pelo jeito o sábado também, mas vamos ao diário. Ainda com aquele espírito de bossa, temos para hoje um disquinho fino. Trata-se do volume 5 da coleção de oito álbuns produzidos por Ricardo Albim para o Projeto Minerva. Essa série saiu pela Tapecar nos anos 70 e foi novamente relançada pela Sigla nos anos 80. Um registro mais que histórico, perfeito! Básico a qualquer discoteca, seja ela de cd, vinil ou mp3. É de estranhar que até hoje nenhum blog tenha se prestado a trazê-los de volta. Vê-se de cara que estamos falando de uma coleção rara e muito importante. As gravações apresentadas aqui fizeram parte do programa de rádio levado ao ar para todo o Brasil por uns vinte anos. Quem não se lembra?
Escolhi o volume 5 que compreende uma fase da Bossa Nova. Neste disco temos Jonhnny Alf, Doris Monteiro, Lúcio Alves e Alaide Costa, tudo ao vivo, gravado no auditório do MEC, Rio.
Aos poucos irei soltando os demais álbuns da série. Ainda me faltam conseguir os volumes 2, 3, 4 e 8. Se acaso alguém tiver e puder enviar para mim, ficarei muito grato e postarei esses também. Compartilhe essa idéia!

rapaz de bem – johnny alf
eu e abrisa – doris monteiro
ninguém me ama / se eu morresse amanhã – doris monteiro
castigo – doris monteiro
se é por falta de adeus
camelô / mocinho bonito – johnny alf e doris monteiro
a banca do distinto – johnny alf e doris monteiro
foi a noite – lúcio alves
desafinado – alaide costa
garota de ipanema – alaide costa e johnny alf
se todos fosse iguais a você – lúcio alves
eu sei que vou te amar – lúcio alves
eu não existo sem você – alaide costa
a felicidade – lúcio alves