Mercedes Sosa – La Negra En Familia

Buenos dias! É com um tremendo pesar que inicio hoje a semana. Ontem, como já é sabido, faleceu La Negra, a grande cantora argentina Mercedes Sosa. Sem dúvida, uma grande perda, não apenas para a música argentina, mas também para todo o povo latino americano. Em sinal do nosso agradecimento, estou postando aqui um registro da cantora em uma apresentação ao vivo com seu irmão Cacho, seu filho Fabian e seus sobrinhos Coqui e Claudio. Essas gravações eu fui buscar em um blog argentino chamado “Los que no se consiguen“. A gravação nos traz 15 músicas e tem uma boa qualidade. Para tal, eu criei uma capa e contracapa, dando uma melhor identidade a este registro, que agora se faz histórico. Viva em nossos corações Mercedes Sosa!

si llega a ser tucumana
pescadores de mi rio
la soledad
serenatero de bombos
de fiesta en fiesta
la tucumanita
la plañidera
camino a quimili
zamba de los humildes
la estrella azul
zamba a monteros
el pais de las manzanas
el cosechero
puente de los suspiros
corazon vagabundo

Mercedes Sosa – Interpreta Atahualpa Yupanqui (1978)

Postei anteriormente um disco da Mercedes Sosa interpretando Violeta Parra. Agora vamos com mais um disco desta artista, interpretando outro grande nome da música tradicional argentina (e sulamericana) Atahualpa Yupanqui. Não preciso nem dizer o quanto este álbum é bom. Lançado no Brasil em 1978, um ano após o lançamento na Argentina, o álbum fez (e faz) muito sucesso por aqui. Vale a pena conferir este toque.

1. Piedra y camino
2. Guitarra dímelo tú
3. Chacarera de las piedras
4. Tú que puedes vuélvete
5. La viajerita
6. Los hermanos
7. Criollita santiagueña
8. La alabanza
9. La arribeña
10. Duerme negrito
11. Zambita de los pobres
12. El alazán

Mercedes Sosa – Homenaje A Violeta Parra (1971)

Mercedes Sosa é uma das mais populares cantoras argentina, simbolo da canção folclórica e de protesto. A preocupação sócio-política refletiu-se no seu repertório, tornando-se uma das grandes expoentes da “Nueva Cancion”, um movimento musical latino-americano da década de 60, com raízes africanas, cubanas, andinas e espanholas. “La Negra”, como é também chamada (por seus cabelos longos e negros) é uma figura conhecida mundialmente. Tem com os artistas e público brasileiros uma relação musical antiga e muito forte. Gravou no Brasil com Milton Nascimento, Fagner, entre outros… Neste disco, maravilhoso por sinal, temos “La Negra” em uma homenagem a outra grande artista, a chilena Violeta Parra, outro grande ícone da música de protesto latino-americana. Imperdível!

01. – Defensa De Violeta – 4:53″
02. – Gracias A La Vida – 4:25″
03. – Segun El Favor Del Viento – 3:42″
04. – Arriba Quemando El Sol – 2:47″
05. – Me Gustan Los Estudiantes – 2:57″
06. – Volver A Los 17 – 5:27″
07. – La Carta (con Quilapayún) – 2:49″
08. – Que He Sacado Con Quererte – 4:00″
09. – La Lavandera – 3:21″
10. – Rin Del Angelito – 3:20″
11. – Los Pueblos Americanos – 1:37″