Sexteto Prestige – Música E Festa Nº 6 (1960)

Boa noite, amigos cultos, ocultos e associados! Tenho a impressão de que depois que eu criei o GTM, a turma por aqui ficou ainda mais oculta e acomodada. Realmente é muito bom receber em casa, sem muito trabalho, os links do Toque Musical. Mas o fato é que as visitas ao blog se tornaram escassas, não fazendo justiça aos quase 900 associados do nosso grupo. Bom, tudo bem, eu por enquanto vou apenas observando, mas pelo andar da carruagem, acho que logo teremos novas mudanças por aqui. Devo confessar, ando meio desmotivado. Acho que está na hora de deixar de ser diarista e perceber que este compromisso é só comigo mesmo.

Segue aqui, finalmente, o último disco da série “Música e Festa”, do Sexteto Prestige. “Positivamente! Quando o Toque Musical postou o ‘Música e Festa’ Nº 1, estava previsto o sucesso da sequência…” Enfim, chegamos ao último número desta série feita para dançar. José Menezes e seu conjunto dão mais um show de interpretação, trazendo um repertório rico de sambas e boleros. Como sempre, músicas em bloco, num ‘pot pourri’ dançante que é para ninguém parar. Confiram…

nunca aos domingos
mercadora do mal
perdoa-me pelo bem que te quero
time on my hands
não és ninguém
negue
queixas
doidivana
ninguém é de ninguém
beija-me depois
se eu pudesse
devaneio
cheiro de saudade
chora tua tristeza
amigo
você passou

José Menezes E Seu Conjunto – Música… Amor E Festa (1959)


Boa noite, amigos cultos, ocultos e associados! Espero neste fim de semana estar colocando em dia todas a solicitações de repostagem, bem como a correção de alguns links que tiveram de ser refeitos. Sem pressa vamos aos poucos colocando a casa em ordem, ok?

Segue aqui mais um disco de José Menezes e seu conjunto, nos bons tempos do selo Prestige. Como se pode ver pela contracapa, quase todos esses lançamentos da gravadora já foram postados aqui no Toque Musical. O que ainda não entrou, logo eu trarei para vocês. Inclusive o volume 6 da série “Música e Festa”, do Sexteto Prestige (que é também o Zé Menezes e seu conjunto)
Neste álbum vamos encontrar quatro ‘pot pourri’, sendo os dois primeiros (lado A) dedicado ao bolero, gênero que fazia muito sucesso naquele tempo. Recheado de clássicos inesquecíveis. Do outro lado, melhor ainda, duas faixas de ‘pot pourri’ de sambas, dos melhores e também inesquecíveis. Ouvindo rapidamente, acho que algumas coisas aqui foram retiradas de outros discos, principalmente da fase com o Sexteto Prestige. Vale dar uma conferida 😉

pecado
quizas… quizas…
que te parece
yo no se que me passa
hipócrita
eclipse
palabras de mujer
tres palabras
señora tentacion
quando ela passa
da cor do pecado
que é que é
uma noite em são borja
exaltação à magueira
vem meu amor
eu chorarei amanhã
madeira de lei

Paulinho E Seu Conjunto – Sucessos (1961)



Muito bom dia, amigos cultos, ocultos e associados! Aqui vou eu logo cedo, apressado, com um dia longo e cheio. Antes porém, quero vou deixando pronta a postagem do dia. Mais um ‘disco de gaveta’, para esses momentos de aperto.

Segue aqui outro disco do Paulinho baterista. Pela capa, com seu repertório estampado, logo se percebe que este lp é na verdade uma coletânea. Aqui estão reunidos algumas das gravações feitas pelo artista em discos anteriores pela Prestige. Juro que no momento em que puxei esse da ‘gaveta’ e comecei a postagem, nem me toquei para o fato de que todas as músicas contidas aqui já foram postadas no Toque Musical, em seus discos originais. Bom, como já estou praticamente finalizando a tarefa (e atrasado), vou deixar a coisa assim… À noite, se eu tiver um tempinho, para compensar, deixo um compacto aqui, ok? Acho que nem carece comentários a respeito do conteúdo musical. Tá tudo aí… Nem lista da músicas vai precisar 🙂
Na pior das hipóteses vai ser uma maneira dos amigos fazerem uma releitura de Paulinho e seu conjunto 😉 Fiquem a vontade…

Sexteto Prestige – Música E Festa Nº 5 (1960)

Bom dia, amigos cultos, ocultos e associados! Depois de muitas solicitações, consegui mais um disco da série “Música e Festa”, do Sexteto Prestige. Este foi um dos que eu trouxe do Rio, havia até me esquecido dele. Pensei também que havia fechado a coleção, mas percebo que ainda falta o número 6. Vamos aguardar, ele ainda aparece… Observando a contracapa deste lp, vejo que da Prestígio, todos aqui já foram ou serão logo postados. É só uma questão de tempo 😉

No quinto volume de “Música e Festa”, temos o conjunto de José Menezes em quatro momentos, ou quatro extensas faixas, feitas para dançar, numa espécie de ‘pot-pourri’ de rock balada, boleros, sambas e mais boleros. Não deixem de conferir!
johnny guitar
boulevard of broken dreams
sua magestade o nenen
alguém me disse
espera cruel
sou eu
estou pensando em ti
menina moça
carinho e amor
meditação
não me culpem
violino cigano
olhos castanhos
tu és meu castigo
las muchachas de la plaza españa

Sexteto Prestige – Musica E Festa Nº 4 (1959)

Muito bom dia, amigos cultos e ocultos! Voltamos a correria… O dia já começa com ‘o bicho pegando’. Muita coisa para fazer e pouco tempo de folga. Mas antes que eu saia para o trabalho, deixo aqui para vocês uma nova postagem.

Aqui vai mais um álbum da série criada pelo selo Prestige para o seu Sesteto Prestige. Como já falamos aqui, “Música e Festa” é uma série de seis discos lançados no final dos anos 60, discos feitos para dançar. Músicas da época reunidas numa espécie de ‘pot-pourri’, em blocos de quatro faixas. A razão, claro, era dar aos casais um tempo mais longo na dança à dois, sem pausas.
Neste 4º álbum, vamos encontrar um repertório com 17 músicas, entre temas nacionais e internacionais, todas bem conhecidas do público (da época). Mais para frente irei trazer também os outros dois volumes que faltam dessa série. Vamos conferindo aí…
história
perfume de gardênia
caixa postal zero zero
serenata do adeus
recado
morena boca de ouro
mistura fina
fica comigo
jalousie
angelitos negros
quiereme mucho
olhos negros
meu sonho é você
só eu esperando
ponta de rua
ela disse-me assim
tédio

Sexteto Prestige – Música E Festa Nº 3 (1960)

Correndo, correndo… aqui vai a postagem do dia. Temos para hoje mais um disco da série “Música e Festa”, do Sexteto Prestige. Já postei aqui o número 1 e 2. Quem sabe, mais para frente os outros também podem ir chegando 🙂 Vão chegando que eu vou saíndo e já bem atrasado. Até mais!

tu solamente tu
sete notas de amor
sonho sonhado
minha prece
não digo o nome
balada triste
se você não tem amor
menino de braçanã
sereno
manhattan
sonny boy
you were meant for me
my blue heaven
chega de saudade
dia de festa
vou devagar
saudade que mata
eu não quero você

Paulinho E Seu Conjunto – Para Animar Sua Festa Nº3 (1960)

Boa tarde, amigos cultos e ocultos. Há algum tempo atrás eu havia postado aqui um disco do “Paulinho e seu Conjunto”, lançado em 1958. Na época da postagem eu achei que estivesse trazendo uma raridade inédita, mas antes que chegasse ao final da postagem descobri que o mesmo já havia sido postado no Loronix. Daí informei aos amigos que não iria postar os volumes seguintes, pois os mesmos já estavam na casa do Loro. Quem quisesse que fosse buscar por lá. Acontece que o tempo passou, o papagaio fugiu da gaiola e a festa por lá acabou. Diante a situação e mais ainda, atendendo aos insistentes apelos, resolvi então postar os que faltavam. Seguem aqui o volume 3, lançado em 1960 e o compacto em 45 rpm do volume 2. Aliás, verifico agora que este compacto eu também já o havia postado e nem me lembrava. Mesmo assim, tá valendo. Melhor pecar pelo excesso do que pela falta, né não? 🙂
Temos assim, o baterista Paulo Fernando de Magalhães e seu conjunto no terceiro álbum de uma série começada em 1958. Seguindo a mesma linha dos álbuns anteriores, encontramos aqui também uma série musical dnaçante e mista, com temas nacionais e internacionais, apresentados em formato de ‘medley’.
Pronto! Tá tudo aí… agora é só conferir 😉
abrazame asi
nancy
tea for two
the continental
meu romance
teimoso
dói… dói…
teleco teco nº 2
romantica
facination
easy to love
i could have danced all night
se acaso você chegasse
não tenho lágrimas
cae cae
está chegando a hora

Sexteto Prestige – Música E Festa (1958)

Olá amigos cultos e ocultos! Estou um pouco atrasado na postagem, mas ainda estamos em dia. Vejam vocês como são as coisas… O tal advogado me retornou após a minha resposta. Dizia ele: Prezado Senhor, Respeitando os seus argumentos – os quais já escutamos por diversas vezes de outras pessoas – reiteramos que retire de imediato o audio de seu blog, sob pena do devido processo legal. Atenciosamente, Dr. Francisco Rezende (taí o nome do hômi). Resolvi entrar na brincadeira e respondi novamente (o que é uma verdade), não tenho nenhum arquivo de áudio no blog e muito menos link. Há sim, uma indicação no Comentários de um endereço, o qual o visitante poderá copiar e depois colar no seu navegador e assim ir ao site onde o arquivo de áudio esta disponível para baixar. Dizer que o que eu faço é pirataria é aplicar errado o termo, no sentido de ofender. Mas eu não ligo, porque sei que a esses falta a consciência e sempre nos próximos capítulos eles tropeçam em suas próprias armadilhas. Quando a gente faz alguma coisa nessa vida por bem, é impossível que ela acabe mal.
Bom, deixando de lado essas questões desagradáveis, vamos ao disco do dia. Trago hoje este álbum, o primeiro disco lançado pelo selo Prestige. “Chama-se assim, justamente porque não pretende ser apenas mais uma nova marca a fazer lançamentos comuns, mas cercar seu nome de uma auréola de prestígio permanente, graças a uma série de discos da mais alta qualidade técnica e artística” Dessa maneira dizia o texto da contracapa, apresentando o primeiro disco e o conjunto da casa, o Sexteto Prestige, formado por músicos que alguns dizem ser integrantes, o pianista Waldir Calmon e o saxofonista Moacyr Silva. De fato, não existe uma informação, pelo menos eu não achei, sobre quem fazia parte do grupo. Suponho que o Sexteto Prestige, ao longo dos diversos álbuns lançados, teve várias formações. Vamos percebendo isso à medida em que eu for postando aqui os outros discos da série.
Quanto ao disco em si, o conteúdo musical, é realmente de prestigiar. Temos aqui apenas quatro faixas, mas em cada uma delas vem uma sequência em ‘pot pourri’. São 16 sucessos nacionais e estrangeiros, entre os quais os de grandes nomes como Antonio Carlos Jobim, Billy Blanco, Ary Barroso e outros. Vejam a baixo…

le gondolier
cuando tu me quieras
sonhando contigo
mi oracion
eu quero um samba
faceira
sonho e fantasia
sal e pimenta
a saudade mata a gente
cabeçinha no ombro
a grande verdade
mocinho bonito
interesseira
apaixonada
por causa de você
perfídia

Prestige Apresenta Paulinho – Para Animar A Festa (1958)

Olá amigos cultos e ocultos, visitantes e observadores de plantão! Estou começando mais uma semana cheia de velhas e boas novidades. Andei separando alguns discos para essa rodada que considero muito importante resgatar do “limbo do tempo”. São lp’s que, tenho certeza, nunca mais seriam relembrados. A única chance é assim, forçando a barra, abrindo novos caminhos…
Começo com este álbum dançante. Um lançamento do selo Prestige, seguindo as tendências da época, discos com faixas longas, sem pausa, próprios para a dança. Para dar ao álbum uma personalidade, a Prestige convocou o baterista Paulo Fernando de Magalhães e seu conjunto.
O álbum é mesmo muito bom de dançar (a dois) e deve ter feito sucesso na época, pois nos dois anos seguintes, Paulinho estaria de volta com os volumes dois e três, lançados respectivamente em 1959 e 60. Ele depois seguiu para uma carreira internacional, inicialmente ao lado de Sérgio Mendes. Tocou com grandes nomes do jazz, tendo também participado em gravações e outros álbuns.
Sem maiores informações sobre este instrumentista, recorri a rede e acabei descobrindo (óbvio) que no Loronix os três álbuns já haviam sido postados. Diante ao fato, não vou me dar ao trabalho de postar os demais. Quem quiser os outros, eu recomendo ir buscar lá no Zeca, ok?

el manisero
ave maria lola
carioca
lullaby of birdlaind
mulher
nada além
eu e você
última canção
ontem e hoje
noite
babalu
el boceguero
destino
deusa do asfalto
fim de estrada
é luxo só