Leny Eversong – A Internacional (1959)

Boa noite, amigos cultos, ocultos e associados! Quanto mais links de REPOST eu envio para o GTM, mais pedidos me aparecem. Peço aos que ainda não foram atendidos que tenha paciência. Milagres, eu só faço de vez em quando!

Para fechar bem o domingo, eu trago para vocês a super cantora, Leny Eversong. Acho curioso como a mídia esqueceu-se dela. Pelo menos eu nunca vejo as rádios, tvs, revistas e jornais falarem mais dela. Se fosse apenas uma cantora mediana, ainda vá lá. Mas estamos falando aqui é da ‘internacional’. Uma grande cantora brasileira que fez sucesso aqui e lá fora – Europa, Estados Unidos e América do Sul. Pode parecer bobagem minha, mas eu a apontaria como o Cauby Peixoto de saias (ou vice versa). Interpretações magistrais, cantando em vários idiomas e cantando bem, diga-se ainda de passagem. Neste álbum, lançado pela RGE em 1959, iremos encontrar gravações da cantora feitas na França para o selo Vogue. Nesta seleção ela canta em até quatro idiomas, num repertório de sucessos internacionais, acompanhada pela orquestra de Pierre Dorsey. Um bom disco, eu recomendo 😉

au bleu du ciel bleu

i want to be happy

gitano (olivia y cristal)

carmelita

fascination

ça c’est lamour

granada

esmagando rosas

veronique

stormy weather

swing low, sweet chariot

solitude

Leny Eversong – A Voz de Leny Eversong (1957)

Para completar a noite, temos aqui um disquinho, que embora cheio de estalos, como é comum em discos com mais de 50 anos, vale a pena ouvir e conferir na voz versátil e poderosa desta cantora e compositora. Leny, por muitos anos fez parte de um seleto grupo de intérpretes com passaporte internacional. Ela cantava em diversos idiomas o que lhe garantia a atenção e o respeito inclusive fora do país.
Estou sentido que começo a variar. O sono chegou com força e meu raciocínio foi a nocaute. Antes que eu apague de vez, encerro por aqui. Quem quizer saber mais sobre este lp, sugiro que leiao verso do mesmo. Eu por hoje cansei… Zzz…
.
lamento tupi
canto afro-cubano
na baixa do sapateiro
mâe de ouro
jezebel
otinderê
canta brasil, aquarela do brasil