José Vasconcelos Conta Histórias De Bichos (1962)

Bom dia criançada culta e oculta! Com tantas manifestações relacionadas ao ao universo infantil e principalmente por conta de ser hoje o Dia das Crianças, aqui vamos nós com uma homenagem a altura e bem ao gosto do Toque Musical. Apesar de reduzir o fluxo de postagens, o TM não pára e continua mandando vê… e ouvir, claro!
Olha aí, que legal! Trago para vocês este raro e interesantíssimo lp do saudoso comediante José Vasconcellos, figura que foi muito popular, principalmente nos anos 60. Este álbum tem um quê de especial porque não se resume apenas a mais um disco do humorista. Trata-se de um disco voltado para o público infantil. As músicas são criações do maestro Lindolfo Gaya, com letras de Pascoal Longo. Eu mesmo, quando criança, ouvi este disco até acabar e sabia até cantar as músicas de introdução. Taí outro e importante valor agregado, a cada história contada pelo Zé, vem de abertura um trecho musical cantado por algumas estrelas do ‘cast’ da Odeon na época. Daí, já deu para perceber… Celly Campello, Moreira da Silva, Anísio Silva, Stellinha Egg, Elza Soares, Noriel Vilela, Trio Irakitan, Norma Bengell e até o João Gilberto. Curiosamente, tem por aí alguns fãs do João que nunca ouviram essa faceta, vão gostar. Ë nessa hora que eu fico pensando e me perguntando, quando que a indústria fonográfica conseguiria repetir algo parecido, ou, do mesmo nível. Ah, que bobinho sou eu… isso tudo já é coisa do passado. (acho que é por isso que eu sou tão saudosista)

o presunto do jacaré – celly campello
a roupa do leão – joão gilberto
o elefante tarzan – noriel vilela
vicente, o peru diferente – norma bengell
o rato cangaceiro – trio irakitan
rosa, a macaca formosa – anísio silva
a barata serafina – elza soares
panchito, o galo tenor – trio esperança
a pirraça da tartaruga – stellinha egg
o gato raulino – moreira da silva
.

Gaya E Sua Orquestra – Um Brasileiro Em Paris (1959)

Boa noite, meus caros! Continuo devendo novos links, sempre, mas logo e aos poucos todos vão sendo atendidos. O que não pode faltar é a postagem diária, que acabou se transformando na ‘música do dia seguinte’, afinal o link só aparece no outro dia (e se alguém pedir).

Na postagem de hoje eu estou trazendo um disco para quem gosta de música francesa, mas também não abre mão dos ritmos brasileiros. Eis aqui um álbum bacana do maestro Lindolpho Gaya e sua orquestra, lançado, aparentemente, em 1959 ou 60. Não consegui localizar a data precisa. Seguindo a trajetória de vida artística de Gaya, deduzi que o álbum seja lá de 59. Temos neste lp, de selo Odeon, um apanhado de músicas francesas. Uma seleção do maestro, relembrando os bons tempos que viveu em Paris. Temos aqui doze clássicos da música popular francesa em arranjos que só mesmo um brasileiro como o Gaya poderia fazer. Ele transforma a ‘Chanson de France’ em samba, baião, marchinhas e toadas. Não fosse pela melodia, qualquer um entenderia como sendo música brasileira. Aliás, é interessante notar que qualquer tipo de música se adapta muito bem no samba. Ta tudo dominado!

valentine

vous que passez sans me vois

la vie en rose

la mer

un peu d’amour

douce france

la goualante du pauvre jean

pigalle

parlez-moi d’amour

c’est si bon

j’attendrai

paris je t’aime