O Grupo (1968)

Bom dia, amigos cultos, ocultos e associados! Hoje eu estou trazendo aqui um disco que está sempre na boca de espera para entrar no blog. Temos aqui “O Grupo”, um quarteto vocal surgido nos anos 60, formado por quatro rapazes, um dos quais eu jurava ser o Antonio Adolfo. Não sei bem de onde eu tirei essa ideia, talvez porque um deles, o de óculos se pareça com o maestro compositor, ou ainda porque temos no discos diversas faixas que são de sua autoria e também, Antonio Adolfo assina a maior parte das regências e orquestrações. “O Grupo” era um quarteto moderno e este foi o seu primeiro disco. O quarteto vocal gravou mais dois discos, eu inclusive tenho as cópias, mas esses nem se comparam ao primeiro, tanto nos arranjos quanto na escolha do repertório. Temos aqui, por exemplo, a primeira gravação de “Sá Marina”, de Antonio Adolfo e Tibério Gaspar. “Travessia”, de Milton Nascimento e Fernando Brant é outra. Me parece que foi a primeira gravação depois do Bituca, salvo o engano. Tá me faltando aqui falar um pouco sobre os quatro elementos que formam “O Grupo”. No disco e em outros lugares que procurei só vejo os rapazes sendo chamados pelo primeiro nome: Roberval (Taylor?); Raymundo (Nonato?); Jaime (Alem?) e Maurício (Tapajós, Duboc?). Entre parênteses são apenas suposições e ironia, nada sério. Deixo aqui a questão em aberto. Quem foram realmente os componentes dO Grupo? Alguém aí se arrisca? Fiquem a vontade para comentar. 😉

alegria de carnaval
januária
passa por mim
pelas ruas do recife
rosa branca
o bonde
sá marina
eu e a brisa
morrer de amor
travessia
diane
maria, carnaval e cinzas