Eduardo Assad – Chanson Pour Anne (1983)

Olá amigos cultos e ocultos! Passado o mês de abril quase fechado, sem muitas postagens, volto agora, retomando as publicações. Embora com um arsenal dos mais variados em termos de discos, com os mais diferentes títulos e gêneros, fico ainda assim sem saber por onde começar. Por outro lado, há também uma constante preocupação diante as novas medidas surgidas com o Marco Zero da Internet. Ainda não sei bem ao certo como anda isso, mas creio que em breve, na melhor das hipóteses, teremos que nos adaptar as novas condições para não fechar de vez.
Hoje, Dia do Trabalho, eu deveria postar aqui algo condizente, mas sinceramente, ando numa preguiça de dar gosto a baiano. Vou lançar mão daquilo que está bem próximo, os ‘discos de gaveta’. Vamos com este lp do pianista compositor e arranjador paulista, Eduardo Assad. Um álbum com um repertório misto, entre temas da música clássica e popular, alguns inclusive autoriais, do próprio Assad. Ele vem acompanhado por orquestra e coro, sob sua regência. Eduardo Assad, para os que não sabem, foi um músico muito atuante nos anos 60 e 70. Nos anos 80 se dedicou as adaptações de temas românticos e instrumentais. De formação erudita, mas acabou mesmo se enveredando pelo lado da música popular, onde veio a trabalhar com diversos artistas, principalmente da Jovem Guarda. Acompanhou por um bom tempo o Ronnie Von com a banda dos Menestréis, posteriormente chamada de B-612. Morreu novo, em 1990, aos 40 anos. Era diretor artístico da Rádio América, de São Paulo. Em 1989 ele recebeu o Prêmio Sharp como melhor arranjador na categoria de música popular. Gravou poucos discos, mas esteve envolvido em muitos projetos, o que lhe garante aquela estrela no céu dos artistas da Música Brasileira.

chanson pour anne
raio de som
natali
detalhes
como vai você
it’s impossible
o guarani
poesia
presente de amigo
the long and winding road
yesterday
crepúsculo encantado
heart’s sound
rapsódia húngara
.