Walter Wanderley – Brazilian Mood (1966)

Olá amigos cultos e ocultos! Saímos do fogo e caímos no gelo, ou vice-versa… Em outras palavras, saímos do legítimo brega, do Waldik e vamos para o sofisticado, do Walter Wanderley em sua fase no prestigiado selo americano, Verve. onde ‘o buraco é mais em baixo’, música de qualidade. Este lp foi produzido pelo lendário (e ainda vivo, creio eu) Creed Taylor, um cara muito ‘antenado’ com a música brasileira dos anos 60, em especial a Bossa Nova. Através de seu selo CTI passaram Antonio Carlos Jobim, Sérgio Mendes, Deodato, Astrud Gilbert e outros.. Waler Wanderley também estaria neste selo após gravar o “Brazilian Mood”, Eis aí um disco dos mais bacanas do organista brasileiro que aqui nos traz um repertório essencialmente de bossa. Um disco para se ouvir de cabo a rabo.

summer samba
it’s easy to say good bye
cried, cried
rain
the girl from ipanema
beloved melancholy
taste of sadness
beach samba
call me
cry out your sadness
the great love
song of the jet

Walter Wanderley – Rain Forest (1966)

A quem possa interessar…(e sempre interessa) Vou mandando hoje um álbum muito comum e já bem rodado em várias praças, porém um disco excepcional, tanto pelo artista e repertório como também pela qualidade técnica da gravação. Um lp que vale a pena ouvir de novo. Mesmo sendo um disco importado e certamente ainda e sempre em catálogo e já bem ‘manjado’ por vocês, faço questão de tê-lo em nossa fileira. Afinal, este foi o primeiro disco americano/internacional lançando o organista brasileiro Walter Wanderley. Produção de Creed Taylor, pelo respeitadíssimo selo Verve, que sempre focou no melhor da música, o melhor jazz. Um disco para gostos refinados. Aqui temos um novo Walter Wanderley, o começo de grande sucesso internacional. Confiram

summer samba (samba de verão)
it’s easy to say good bye (é fácil dizer adeus)
cried, cried (chorou chorou)
rain (chuva)
girl from ipanema (garota de ipanema)
beloved melancholy (saudade querida)
taste of sadness (cheiro de saudade)
beach samba (bossa na praia)
call me
cry out your sadness (chora tua tristeza)
great love (o grande amor)
song of de jet (samba do avião)
.

Ritmos E Melodias Na Música Popular – Disco 1 – Música Moderna Popular Brasileira (1966)

Boa noite, meus prezados amigos cultos e ocultos! Hoje eu estou trazendo para vocês uma super coletânea lançada pela Abril Cultural nos anos 60. Trata-se de uma caixa, cujo o título é “Ritmos e Melodias na Música Popular”. Esta é uma daquelas caixas de discos que todo lar de classe média tinha. Eram vendidas por correspondência, anunciadas nas revistas também produzidas por essa editora. Como se poder ver pela ilustração, este box traz seis discos, cada qual apresentando um estilo. Obviamente, eu não irei postá-los todos de uma só vez. Para me facilitar e manter vocês cativos, irei apresentando cada disco na sequência dos próximos sábados, ok?
Começamos então com “Música Moderna Popular Brasileira”, que é o volume 1. Neste disco iremos encontrar alguns genuínos representantes do que era o moderno até então, a Bossa Nova. Artistas e músicas memoráveis, verdadeiros clássicos da nossa MPB. As músicas foram extraídas de diferentes álbuns, mas todos da mesma gravadora CBD/Philips. Vamos lá

batucada – tamba trio
chuva – os gatos
nanã – sergio mendes e bossa rio
primavera – luiz eça
preciso aprender a ser só – rio 65 trio
imagem – luiz eça
arrastão – walter wanderley
reza – tamba trio
chegança – luiz eça
garota de ipanema – tamba trio
ela é carioca – sergio mendes e bossa rio
a minha namorada – rio 65 trio
.

Hebe Camargo – Hebe Comanda O Espetáculo (1961)

Boa noite, amigos cultos e ocultos! Eu reservei para hoje, sábado a noite, um encontro de vocês com a Hebe Camargo. Olha aí, que programa legal! Vai ficar em casa? Então se junte a essa turma que ela traz para o seu sofá.
Temos aqui um curioso disco da Odeon, lançado em 1961 pela Odeon. Já nessa época a Hebe fazia sucesso como apresentadora. A cantora já tinha até o seu sofá, onde recebia os ilustres artistas. Foi nessa onda que a gravadora resolveu lançar este disco no qual a cantora nos apresenta alguns artistas, obviamente, do seu ‘cast’. Como se pode ver pela divertida capa, temos a Hebe Camargo ao lado de Isaura Garcia, Walter Wanderley, Francisco Egydio, Osny Silva, Pery Ribeiro, Germano Mathias, Celly e Tony Campello. Cada qual em seu momento apresenta uma música, sendo essas faixas extraídas de seus álbuns, na época. De original aqui, creio, só mesmo o diálogo entre os artistas, dando a parecer como no programa de televisão.

cantiga de quem está só – pery ribeiro
faz-me rir – hebe camargo
quem quiser encontrar o amor – walter wanderley
desse amor melhor – hebe camargo
canário – celly e tony campello
no domingo não – hebe camargo
só em teus braços – isaura garcia
são francisco – hebe camargo
maria rosa – francisco egydio
eu tenho adoração pelos meus olhos – hebe camargo
bonitona do 1. andar – germano mathias
el dia em que me queiras – osny silva e hebe camargo
.

Mike Falcão E Sua Orquestra De Dança – Jato Ao Redor Do Mundo (1961)

Bom dia, amigos cultos e ocultos! Segue aqui para vocês mais um disco de Mike Falcão (e Sua Orquestra de Dança). Há quase um ano atrás eu postei aqui outro álbum, o “Sonhei que estávamos dançando“, também creditado ao tal ‘Mike Falcão’, que todos já bem sabe ser na verdade um pseudônimo usado por Walter Wanderley. “Jato ao redor do mundo” teria sido o segundo lp, lançado no ano seguinte, também pelo selo Imperial, da Odeon. Neste álbum iremos encontrar um repertório bem conhecido de todos, principalmente dos frequentadores do Toque Musical. São músicas de sucesso, nacional e internacional,  interpretadas e gravada pelos mais diferentes artistas. Uma seleção das melhores, em diversos gêneros dançantes, que poe nosso instrumentista muito a vontade e mais ainda os casais na pista de dança. (tô falando aqui do início dos anos 60!).Quem ainda não ouviu, ainda há tempo… e pode atá dançar 😉
samba da minha terra
matilda, matilda
siboney
ay cosita linda
olhos negros
regalo de viaje
nunca aos domingos
manhattan
autumm in new york
april imn paris
lisboa antiga
cidade de são sebastião

Walter Wanderley E Seu Conjunto – Sucessos Dançantes Em Ritmo De Romance (1960)

Olá amigos cultos e ocultos! Falta pouco para fecharmos o ano de 2012. Ainda nesses últimos momentos o Toque Musical vem marcar a sua presença, completando o ciclo diário de postagens. Apesar dos pesares, a gente continua mandando ver e ouvir, claro!

Segue aqui neste penúltimo dia um disco do Walter Wanderley,n álbum lançado pela Odeon em 1960. Neste lp iremos encontrar uma seleção de sucessos da época em ritmo dançantes (a dois). Uma mistura das boas, como muito samba, bolero, chachacha e até o rock. Destaco em especial as três últimas faixas, Dolores Duran no pedaço 😉

e daí? (proibição inútil e ilegal)

o apito no samba

gimba

io

baby rock

quem é

oh carol

perfume de gardênia

quero beijar- te as mãos

a noite do meu bem

fim de caso

castigo

Ivan Casanova E Seus Conjuntos – Um Olhar, Uma Dança, Um Amor… (1960)

Bom dia, amigos cultos e ocultos! Muita gente por aqui ainda não se tocou quanto ao ocorrido, os arquivos deletados do Mediafire. Muita gente por aqui não costuma ler o cabeçalho do blog e nem sempre dão muita bola para o que eu escrevo nas postagens. São esses os que vão mais amargar com a situação. Afoitos, vão continuar fazendo seus pedidos e eu irei atendê-los, mas na medida do possível. Vão todos para a fila de espera e o atendimento será por ordem de chegada. Repetido, estou dando prioridade às postagens mais recentes e aos exclusivos criados pelo Toque Musical. Todo novo ‘re-toque’ virá agora nos comentários feitos pelo Mediafire, afinal é ele quem nos tirou os links e agora vai voltar para nos dar o que queremos, não é mesmo? Algumas outras postagens, as que são chamadas ‘REPOST’, continuarão sem links, sendo apenas possível acessá-los dentro do Grupo de Discussão do Toque Musical. Quem quiser participar, as portas estão sempre abertas. Quem quiser sair, da mesma forma, portas escancaradas, bye bye… Espero ter sido bem claro. Dúvidas, mandem um e-mail 😉

Falando agora da postagem do dia, temos aqui “Ivan Casanova e Seus Conjuntos”. Na verdade, Walter Wanderley em um codinome bastante singular. Este álbum já foi postados em outros blogs, mas como sempre, merecendo de um arquivo mais completo (meia-boca aqui, só os meus textos). “Um olhar, uma dança, um amor…” foi um lançamento da Odeon, através do seu selo Imperial. Ao que tudo indica o disco saiu em 1960 e pelo que eu fiquei sabendo, essas gravações eram ‘sobras’ de estúdio, um material muito bom que a Odeon soube bem aproveitar. Em todas essas faixas (ou quase todas) há a participação do Walter Wanderley. Mas também participam outros grandes instrumentistas. Para evitar amolação quanto aos créditos e outras ‘inhacas’, a gravadora lançou mão de um artifício comum usado pelas editoras, o nome falso, ou como muitos preferem, o codinome. Daí nasceu “Ivan Casanova” e seus conjuntos (no plural), porque logo percebemos, ao ouvir o disco, que o Walter Casanova, ou Ivan Wanderley (como queiram) está tocando com diferentes músicos e até (possivelmente) em momentos diferentes. Entendo este álbum como uma compilação na qual WW é o mais presente. O conteúdo, ou o repertório, é da melhor qualidade como se pode ver logo a baixo. Disco delicioso de se ouvir. Instrumental de primeira, bem jazzístico, com bossa e também ambiente (me fez lembrar as músicas de elevadores da antiga loja Mesbla, hehehe…)
the man i love
chega de saudades
el reloj
love is the tender trap
angústia
on the sunny side of the street
o apito no samba
aqueles olhos verdes
no tabuleiro da baiana
stormy weather
pastorinhas
te quiero dijiste

Walter Wanderley – WW Set: When It Was Done (1968)

Para começarmos bem a semana, aqui vai mais um disco bacana do Walter Wanderley, em sua fase internacional. Temos aqui “When It Was Done”, álbum lançado em 1968 pelo produtor Creed Taylor. Realmente um discaço onde WW conta com o apoio de uma turma de primeiríssima. Começando pelos vocais de Anamaria Valle, Milton Nascimento e as americanas Marilyn Jackson e Linda November. O grupo de músicos que acompanham o Walter é João Palma na bateria, José Marina no contrabaixo, Lulu Ferreira na percussão e o americano Marvin Stamm no ‘fluglhorn’. Contam que Marcos Valle também participou das gravações, mas no disco não consta os créditos. Os arranjos são de Eumir Deodato e Don Sebesky. O repertório é uma bem dosada mistura de música brasileira e americana, como vocês mesmos podem verificar na listagem a baixo. Taí um disco recomendadíssimo…

andança (open your arms)
surfboard
baião da garôa
reach out for me
olê olá
ponteio
when it was done
on my mind
just my love and i
capoeira
verdade em paz (truth in peace)

Walter Wanderley E Seu Conjunto – Feito Sob Medida (1959)

Olás! Hoje o meu sábado está mais parecendo um dia de semana comum. Em outras palavras, estou na ralação, com o tempo curtinho para me dedicar ao blog. Aproveitando a folga do almoço, entre uma garfada e outra vou fazendo esta postagem. Que correria! Hoje o papo é curto, mas o disco é grande 🙂
Vamos com Walter Wanderley em um de seus primeiros e raros lps. Temos aqui o álbum “Feito sob medida”, um disco bem na linha do que rolava nos anos 50, feito para dançar. Nele encontramos um repertório rico em rock balada, cha-cha-cha, bolero e samba. Tem Tom Jobim e João Gilberto, num prenúncio de bossa nova. Para a época era o ‘top’ de modernidade. Aliás, até na capa sentimos isso. A modelo, fotografada por Chico Pereira, parece ao estilo dos tempos atuais, nada convencional. Confiram aí…

este seu olhar
lamento
lobo bobo
siete notas de amor
el reloj
hô ba lá lá
the diary
stupid cupid
my heart sings
adiós
quizas, quizas, quizas
perfidia

Walter Wanderley – Organ-ized (1966)

Olás! As vezes eu fico querendo postar aqui alguns discos que me são enviados por amigos e colaboradores. Hoje em dia, posso dizer que estou muito bem servido por pessoas interessadas em colaborar, enviando seus discos digitalizados e tudo mais. Contudo eu sempre, ao agradecer, aviso que a postagem não tem data marcada. Tudo depende do momento. Há casos em que eu prefiro não postar, pois vejo que o disco já foi mais do que apresentado. Porém, há outros que mesmo nessas condições, ainda assim eu faço questão de apresentar. Este é o caso do Walter Wanderley, um instrumentista singular, copiado por muitos, mas poucos conseguiram tirar um som tão gostoso de um orgão eletrônico como ele fez. A Bossa Nova foi seu grande diferencial e com ela ele ultrapassou limites, se tornando conhecido mundialmente. Esta é uma das grandes vantagens de ser um artista brasileiro talentoso e morar nos ‘States’. Além do reconhecimento merecido ele adquire uma maior visibilidade. A América ainda é a vitrine do mundo.

“Organ-ized” foi um dos muito álbuns lançados por Walter Wanderley lá fora. Aqui no Brasil nem todos chegaram às nossas lojas e consequentemente alguns ficaram restrito à um público reduzido. Este lp é um bom exemplo, que embora hoje em dia esteja em todas as ‘bocas’, continua sempre sendo um bom petisco. Se você ainda não o viu ou ouviu por aí, tem aqui a sua chance. Não preciso nem entrar em detalhes quanto ao repertório. Falou que é o Walter do teclado, estamos na escuta 😉 Esta é uma colaboração do amigo Tales. Confira aí…
samba de verão
batucada surgiu
vivo sonhando
mar, amar
você
reza
garota moderna
menina flor
opinião
deus brasileiro

Walter Wanderley – Bossa Nova (1967)

Olás! Hoje eu estou um pouco desanimado e sem o menor tesão para escrever minhas bobagens. Se já não bastassem às ‘crítiticas’ ao meu pobre e curto vocabulário, agora também tenho que ler falácias quanto ao conteúdo do que sempre postei no Toque Musical. Sem dúvida, aqui tem de tudo, não faço concessão. Publico o ‘chic’, o clássico, o aristocrático e também o popular, o brega, o novo e o velho. Até o ruim tem vez aqui. Agrado a mim e aos que me são agradáveis. Se não tenho conceito, terei muito menos preconceito.
A proposta do blog é essencialmente a postagem de fonogramas raros, antigos e fora de catálogo. Mas também cabe coisas recentes da era digital, do áudio em geral e dos artistas independentes, porque não? Por isso, continuamos com a ‘destoante’ ideia do Dia Independente. Você que é artista e quer um espaço para mostrar seu trabalho, vai encontrar aqui um público dedicado. Gente que gosta de música, formadores de opinião e apreciadores em geral. Há também os ‘crititicos’ que no fundo fazem um bom tempero. Diversão garantida!
Por falar em diversão, vamos a do dia. (não é que o tesão voltou?) Vamos de Walter Wanderley nesta coletânea prá lá de constrangedora de tão boa. Temos aqui uma seleção “Hecho en México”, enviada diretamente (sem gripe suína!) para o Japão, mas interceptada pelo Toque Musical. Há entre as jóias, faixas raras, que nunca foram lançadas no Brasil e que com certeza muitos ainda não ouviram. Este toque acaba com qualquer com ‘stress’, pode acreditar 😉

água de beber
perpetual motion love
surfboard
samba do avião
just the two of us
she told me (sonho de lugar)
o morro não tem vez
só danço samba
reza
little boat (o barquinho)
amazonas
recife
monica
astronauta
on my mind

Os Bons De Bossa (com Walter Wanderley) – Balanço A Beça (196…)

E eu que pensava que esta semana seria mais tranquila para mim. Que nada… 🙁 Continuo daquele jeito, correndo atrás do tempo. Por isso, lá vou eu puxando a gaveta das reservas, pois só disponho de meia hora. Se não for agora, só amanhã de manhã…
Tenho aqui este disco que me foi enviado pelo ‘brother’ Chris Rousseau. Eu ainda nem tive tempo de ouví-lo direito e minha intenção era antes a de procurar maiores informações, pois pouco ou nada sei sobre ele. Mas diante à situação e longe do acervo, me vejo obrigado a botá-lo para rodar antes da hora. Contudo (ou com nada) vejo agora que pouco adiantaria tê-lo guardado para uma outra ocasião. Procurei rapidamente pela rede e não achei absolutamente nada sobre Os (obscuros) Bons de Bossa e seu “Balanço a beça”. Fica claro apenas que se trata de um disco gravado (ou lançado) pelo selo argentino Trova e um dos seus integrantes é nada mais, nada menos que Walter Wanderley. Eu suponho que este disco ele tenha gravado na Argentina, sem que aparecesse o seu nome, por motivos de contrato com a Philips. Vários artistas brasileiros, em apresentações na Argentina, gravaram dessa forma pelo selo Trova. Infelizmente não achei nenhuma referência ao Walter Wanderley ou sobre sua participação neste disco. Porém, se alguém duvida de que seja ele mesmo, basta ouvir… (e se alguém tiver informações, dê também o toque no comentários)

samba do avião
samba da madrugada
samba de bossa
samba triste
samba da minha terra
samba novo
samba brasileiro
samba no japão
samba pra filante
samba de uma nota só
samba em prelúdio
samba só

Simonetti, Mezzaroma E Wanderley – Música Para O Amor (1959)

Enquanto Seu Lobo não vem, aqui vou eu com outro orquestral para, quem sabe depois, da dança. Música para o amor! Eis aí um disco três para um. Um álbum que reúne o maestro Simonetti, Paolo Mezzaroma e Walter Wanderley em gravações raras. Na verdade uma coletânea com quatro faixas para cada. Disquinho legal, mas que eu não tenho maiores informações. Além do mais já estou aqui babando de sono. Zzzzz…
PS.: o link para este disco pode ser solicitado, caso não encontre no Comentários, através do e-mail toquelinkmusical@gmail.com

amorosamente – paolo mezzaroma e conjunto
dolores – walter wanderley e conjunto de ritmo
musetto – simonetti e conjunto rge
viver sem você – paolo mezzaroma e conjunto
an affair to remember – paolo mezzaroma e conjunto
ruega por nosotros – walter wanderley e conjunto de ritmos
accarezzame – smonetti e conjunto rge
abismo – paolo mezzaroma e conjunto
malafemmena – simonetti e conjunto rge
verão em veneza – walter wanderley e conjunto de ritmos
na voce na chitarra e o poco e luna – simonetti e conjunto rge
tema da meia noite – paolo mezza