Papete – Planador (1981)

Boa noite, amigos cultos, ocultos e associados! Aqui estamos nós para mais uma postagem musical. Hoje trazendo o percussionista maranhense José Ribamar Viana, mais conhecido como Papete. Há pouco mais de um ano eu postei aqui o primeiro disco dele, “Berimbau e percussão”, lançado pelo selo Marcus Pereira em 1975. Ah, estou vendo aqui que já postei também o lp “Água de Côco”, também Marcus Pereira, em 1980. Desta vez, trago ele de volta em outro ótimo momento, com seu, “Planador”, disco lançado pela Continental um anos depois. Neste álbum vamos encontrar um repertório da melhor qualidade. Começando logo de entrada com o belíssimo instrumental, “Luzeiro”, de Almir Sater. Este, por sinal é participação especial no disco. Almir está presente em mais duas músicas. Porém, a música que eu mais gosto é sem dúvida “Esse mar vai dar na Bahia”, de Hilton Acioly. Tem mais… mas eu vou deixar para vocês 😉 Além do quê, já está na hora de dormir. Zzz…

luzeiro
esse mar vai dar na bahia
planador
xote das meninas
todas as mulheres do mundo
mimoso
pastorinha
chora viola
estradeiro
sobrados

Papete – Berimbau E Percussão (1975)

Ontem aconteceu uma coisa curiosa. Uma bobagem, claro, mas que eu tomo sempre como uma espécie de sinalização. Por umas três vezes no dia, discos do selo Marcus Pereira estiveram me rondando. Pela manhã ganhei os dois discos do Cartola em cd, lançados pelo selo. A tarde foi a vez do Chico Maranhão em seu primeiro lp. Uma raridade que me foi enviada como colaboração pelo amigo 300 (Discos Importantes) para uma futura postagem. E para finalizar, a noite, me chega este disco do Papete. Eu havia vendido este álbum para um amigo e já há algum tempo venho pedindo a ele que me enviasse uma cópia, visto que na época da venda, não me preocupei com isso. Ele, enfim, enviou, mas para variar esqueceu de incluir os selos (gosto do serviço completo!). Mesmo assim, eu achei por bem postá-lo de uma vez, afinal eu ainda não vi este disco em outras fontes e é mesmo um trabalho que vale a pena o nosso toque musical.
Lançado por Marcus Pereira em 1975, “Berimbau e Percussão” foi o primeiro disco do maranhense José Ribamar, mais conhecido como “Papete”. Este álbum também pode ser entendido como sendo de Théo de Barros. Boa parte das músicas são dele, assim como a direção artística, arranjos e participação em todas as faixas. De todo, o disco é muito bom e ao ouvi-lo a gente logo percebe o porque Papete merece este lp. Confiram…

a ova
ponto de caboclo sete flechas
igarapé
bumba meu boi
cachimbo
é assim que eu sou
berimbau
maracá

Papete – Água De Côco (1980)

Mais um álbum de gaveta que resolvi postá-lo enquanto espero meu arquivo provedor voltar a normalidade (pode-se entender essa justificativa também como falta de tempo). Vamos com este percussionista maranhense, fera do berimbau e outros batidos mais, o grande Papete. Neste álbum ele já era um artista celebrado, principalmente no exterior. “Água de côco” é um trabalho mais musical do que propriamente rítmico. Um excelente álbum. Pena ser tão curto, mas dizem que tudo que é bom dura pouco, né? Toque este toque.

01 Cavalacanga
02 Procissão dos Mortos
03 Domingo no Parque
04 Ponteio
05 O Bonde
06 Promessa de Pescador
07 Água de Coco
08 Se Num Samba