Wilson Miranda – Compacto Simples (1965)

Olha aí, mais um compacto bacana, outro disquinho com o cantor Wilson Miranda. Este compacto saiu como um preanúncio do álbum “Tempo Novo”, sétimo lp gravado pelo cantor e o primeiro pela RCA Victor. Aqui encontramos duas músicas marcantes, interpretadas com ‘swing’ a la Simonal. Os arranjos e regência são Erlon Chaves, tá explicado…

aí que saudades da amélia
grilhões

O Marginal – TSO (1974)

Bom dia, amigos cultos e ocultos! Hoje eu vou tomar o dia para postar compactos. Começo com este, um compacto simples lançado em 1974, trazendo a música tema do filme “O marginal”, dirigido por Carlos Manga, também lançado naquele ano. Esta música é de autoria de Roberto e Erasmo Carlos. Aqui ela é interpretada em duas versões, com o cantor Wilson Miranda e instrumental com a Orquestra de Chico Moraes.
O filme eu assisti uma vez, mas não me lembro mais da história. Sei que se trata de um policial, tendo o ator Tarcísio Meira como o protagonista, fazendo o papel de um criminoso. O roteiro, segundo contam, foi escrito por Manga, Dias Gomes e Lauro Cesar Muniz. Este último se inspirou na trama para criar a história da novela “Escalada”, da Globo no ano seguinte.
Confiram aí… mais tarde tem mais…

o marginal – wilson miranda
o marginal – orquestra de chico moraes

14 Sucessos Da Juventude (1967)

Olá amigos cultos e ocultos! Quem é do tempo da Jovem Guarda deve lembrar daquele programa ao vivo apresentado pelo Rei Roberto Carlos, que passava na televisão todos os sábados a tarde. Eu era bem menino, mas já vivia a agitação ao lado dos meus primos mais velhos. Não perdíamos um programa, aquilo era bom demais. Depois, mais a noitinha, tínhamos a semanal ‘Hora Dançante’. A turma toda se juntava na casa da minha tia e o som rolava até a meia noite. Para mim e alguns outros a festa só ia até as dez, depois, muito a contragosto, era hora de ir para a cama. Tenho boas lembranças dessa época.
Foi lembrando disso que hoje eu resolvi trazer este lp, embora não sendo exatamente o da turma do Roberto é da mesma época e tem o mesmo espírito musical. Os “14 Sucessos da Juventude” pela RCA Victor reúne algumas músicas e artistas que se destacavam fazendo o som jovem daquele momento. São, sem dúvida, músicas bem conhecidas do grande público. Em sua maioria são versões de hits internacionais, mas há também a produção nacional e versões dessas nas vozes de outros artistas. Um disquinho bom para se ouvir no sábado, mesmo já no fim do dia. Confiram aí o toque musical 😉

coisinha estúpida – george freedman
garota do roberto – waldirene
piangi com me – the rokes
i was kaiser bill’s batman – the young whistlers
estou começando a chorar – wilson miranda
coração de papel – expósito e sua orquestra
uma tarde no circo – rosemary
era um garoto que como eu amava os beatles e os rolling stones – os incríveis
ciao amore, ciao – luigi tenco
quando o amor bater na porta – os iguais
gira gira – rita pavone
só eu e você – carlos gonzaga
quando dico che ti amo – tony renis
tributo a martim luther king – conjunto farropilha

Vinicius de Moraes – Eterno Retorno (1986)

Eis que chegamos ao final de 2009. Apesar de vários pesares, eu não posso reclamar e dizer que foi um ano ruim. Teve chuva e teve sol, alegrias e tristezas. Mas a vida é isso, uma sequência ao acaso num caso sempre sequente. Entre tantas coisas que nos deixam para baixo, tivemos por aqui e diariamente, a música e as boas lembranças para nos por para cima. Um alento em dias tão tumultuados. Estar a frente deste blog tem sido para mim, uma terapia, um exercício de cultura musical, de relacionamento e principalmente um grande prazer. O que eu ganho em contrapartida ao apresentar diariamente uma nova postagem é mesmo a satisfação, alguns bons amigos cultos e outros ocultos. Um relacionamento agradável com pessoas com as mesmas afinidades. Isso é prazer 🙂

Bom, deixemos o resto das considerações finais para amanhã. Vamos com o álbum do dia. Temos aqui esta coletânea dedicada ao poetinha Vinícius de Moraes. Pessoalmente, eu gosto bem de coletâneas. Elas geralmente trazem surpresas, gravações raras ou artistas inesperados. “Eterno Retorno” é um disco assim, com um variado leque de artistas interpretando músicas de Vinícius de Moraes e seus parceiros. A coletânea foi idealizada e produzida pelo radialista e escritor Simon Khoury. Tive a impressão, pelo subtítulo “Homenagem ao autor”, de que este disco faz parte de alguma série. Porém não encontrei nenhum outro nas mesmas condições, embora conste que Simon produziu outros grandes nomes como Johnny Alf, Carmen Costa e Sebastião Tapajós. Pela capa deste lp já podemos saber quem são os intérpretes, o que dispensa a convencional listagem com a relação das músicas. Taí, mais um disco bacana para se ouvir no fim de ano. Boas festas!

Wilson Miranda – Relevo (1978)

Eis aqui um bom disco para a quarta feira. Wilson Miranda, vocês se lembram dele? Taí um nome que sumiu da praça. Quando se ouve falar neste artista, muitos irão pensar nos tempos da Jovem Guarda e mesmo antes quando ele era cantor de rock. Wilson começou a carreira como cantor de baladas, calipsos e versões de rock (twist). Naqueles tempos (início dos anos 60) só dava ele e o Carlos Gonzaga, outra figurinha marcante no cenário pré-jovem guarda. Wilson fez um relativo sucesso com versões como “Bata Baby”, “Twilight Time” e outras. Nos anos 60 foi também produtor musical e trabalhou em discos de muitos artistas, principalmente os da Jovem Guarda. A carreira de cantor romântico acabou ficando em segundo plano. Por outro lado, a medida em que o tempo passou ele foi refinando seu repertório. Até onde sei, “Relevo” foi seu último disco e com certeza o mais bem produzido. Lançado em 1978, este álbum parece ter sido feito com todo o cuidado. Um disco pensado, com autores e músicas muito bem selecionadas, como se pode conferir na relação a baixo. No álbum há as participações especiais de Ivan Lins, Adoniran Barbosa, Paulo Cesa Pinheiro, Maurício Tapajós e Eduardo Gudin. Por aí já dá para se ter uma ideia do que temos na bolacha. Confiram já este toque…

calçadas
bom dia tristeza
tomara
derradeiro porto
morro velho
por que será?
beijo partido
correnteza
aparecida
a velha casa
momentos de amor
você vai me seguir