Tania Maria – The Lady From Brazil (1987)

Olá amigos cultos e ocultos! Não estranhem se hoje não tem disquinho da série Documentário Sonoro do Folclore Brasileiro. Não estranhem e nem desesperem, as postagens continuam. Só que acho melhor intercalar com outros discos, outros títulos e curiosidades… como eu já havia informado, a partir de agora iremos incluir em nossas postagens discos e artistas internacionais. Não é que esteja faltando discos nacionais para postar. Acontece que eu estou querendo mesmo diversificar e postar aqui um pouco dos meus discos, aqueles que realmente fazem parte do meu pequeno acervo. Mas também continuamos com as raridades nacionais, afinal aqui continua sendo um lugar para quem escuta música com outros olhos, né?
Pois bem, hoje vamos com um disco internacional, porém a artista é brasileira. Temos aqui e mais uma vez a cantora, compositora e instrumentista Tania Maria, um nome consagrado no mundo do chamado latin jazz. Artista que cravou sua carreira tanto na Europa quanto nos Estados Unidos. Aqui temos um disco dela gravado nos anos 80, com produção do fera George Duke, que também participa em boa parte do disco. Tem o percussionista Paulinho da Costa, outro brasileiro radicado nos Estados Unidos e uma penca de instrumentistas de primeiríssima engrossando o caldo. Confiram…

the lady from brazil
i should not call you
tanoca vignette
bronx
just get up
valeu
all gone love
it hurts so much

.

Samba De Caboclo RJ – Documentário Sonoro Do Folclore Brasileiro N. 17 (1977)

Segue aqui o volume 17, Samba de Caboclo, de São João de Meriti, no Rio de Janeiro. Interpretação do Grupo Joel Lourenço. Registro colhido nesta cidade em 1977.

jucinha
terno de atabaques
não tem lêlê
eu vi a cotia
salve deus
na trança de seus cabelos
olha a flor da matamba
caboclo é bom

.

Fandango Do Paraná – Documentário Sonoro Do Folclore Brasileiro N. 15 (1976)

Olá amigos cultos e ocultos! E vamos nós com mais um disquinho da série Documentário Sonoro do Folclore Brasileiro. Desta vez destacando o Fandango do Paraná. Registro realizado em 1968, nos estúdios da TV Iguaçú, de Curitiba. O disquinho, como se pode ver foi lançado em 1976.

andorinha
vilão do lenço
martiquira
.

Tambor De Crioula – Documentário Sonoro Do Folclores Brasileiro N. 12 (1976)

Boa noite, amigos cultos e ocultos! Seguindo a ordem numérica, iniciamos no volume 6, agora vamos para o próximo que é o 12, Tambor de Crioula. Registro das toadas gravado em São Luís do Maranhão. Lançado em 1976.

beirou beira mar
vaqueiro, tu vai ao campo
jandiá peixe do fundo
galo cantou, eu vou embora
adeus coureiro, adeus
eu vou saindo devagar

.

Cocos De Alagoas – Documentário Sonoro Do Folclores Brasileiro N. 6 (1975)

Olá, amiguíssimos cultos e ocultos! Entramos então, a partir desta postagem, numa nova era. Uma nova década musical, com muito pique e cheia de novidades. Continuamos nossas postagens no mesmo esquema de sempre, tendo nossa fonte em um clube privado (o GTM), porém sempre de portas abertas para novos associados, basta tomar o trabalho de ler as orientações. Como eu já disse, a partir de agora estaremos também postando discos e artistas internacionais. Na verdade, irei postar aqui algumas coisas da minha coleção particular, discos os quais eu tenho prazer de ter e ouvir. Irei assim compartilhar com vocês, além das curiosidades e raridades de sempre, também um pouco do meu gosto pessoal, da minha discoteca internacional. Por certo, serão apenas aqueles discos que realmente não se encontram por aí.
Para começarmos bem o décimo primeiro ano do Toque Musical eu vou trazendo aqui e ao longo dos dias alguns disquinhos de uma série, hoje rara, conhecida como Documentário Sonoro do Folclore Brasileiro, produzida e distribuída gratuitamente pelo MEC durante as décadas de 70 e 80. No momento, não sei dizer quantos desses discos de 7 polegadas (os compactos) foram lançados, mas foram dezenas, cada qual trazendo um tipo de manifestação sonoro-musical, registros extraídos de diferentes regiões do Brasil, alguns, inclusive feitos em épocas anteriores, nas décadas de 50 e 60. Infelizmente, a série que eu apresento aqui está incompleta. São apenas 24 discos e com numeração quebrada. Postarei todos seguindo a ordem de lançamento. Ao longo das próximas postagens falaremos mais sobre essa importante coleção.
Começamos então pelo compacto “Cocos de Alagoas”, registro feito no município de Chã Preta, em Alagoas, pelo antropólogo e folclorista Théo Brandão, em 1952. As informações complementares vocês poderão obter na contracapa do disco, ok? Fiquem ligados que amanhã tem mais… 😉

mas quem é que eu danço hoje
ferreiro bateu na tenda
pega o touro, amarra o touro
meu veado corre

.