Silvio Caldas – Saudade (mini lp)

Olá! Bom dia a todos! Nessas duas últimas semanas temos falado aqui sobre os discos de vinil compactos. Como já foi dito, eles surgiram no Brasil no final dos anos 50 e ao contrário dos ‘singles’ americanos e europeus, de 45 rpm, por aqui eles vieram em 33. Ao longo do tempo de existência desses disquinhos algumas transformações ocorreram. A partir dos anos 80 eles foram substituidos pelos ‘singles’ de 12 polegadas, igual em tamanho ao LP. Tinha os de 33 e também de 45 rpm. Mas nos meados dos anos 60 a Musidisc apareceu com uma novidade, os mini lps. Estes eram discos no tamanho igual ao compacto, ou seja, de 7 polegadas, mas com um grande diferencial. Ao invés de duas ou até mesmo quatro faixas, os mini discos traziam dez faixas, ou dez músicas. Parece difícil de acreditar, mas ele conseguiram comprimir ainda mais os sulcos num espaço de 7 polegadas. A Musidisc chegou a lançar vários títulos nacionais e também internacionais. Eu tenho até hoje guardado um desses, do Donovan, com capinha igual ao lp. Mas o certo é que esse novo modelo não vingou. Não sei exatamente o motivo, mas em pouco mais de dois anos esses disquinhos deixaram de ser fabricados. Acredito talvez que o formato de compacto já carregava consigo a estigma de coisa barata e sem qualidade. Os compactos sempre tiveram essa conotação pejorativa. Outro motivo seria também o fato de esses discos necessitavam de um maior cuidado, pois qualquer arranhãozinho danificava ou prejudicava muito o som. Os sulcos, ficavam ainda muito mais próximos e a agulha saía com facilidade da trilha.

Temos aqui um exemplo de um mini lp, o primeiro nacional lançado pela Musidisc. Trata-se de Silvio Caldas numa reedição de seu antigo disco (de 10 polegadas), Saudades, lançado em 1952 pelo selo Rádio. Nesta nova edição a Musidisc manteve o mesmo nome (e provavelmente a mesma capa, que eu não tenho) e ao contrário do original que trazia oito músicas, neste temos dez. Foram incluídas as faixas, “Maria”, “Faceira” e “No rancho fundo”. Faltou apenas “Vestido das lágrimas”, música esta que não sei por que razão ficou de fora. Na imagem acima vocês podem ver a capa original e também o mini disco. A qualidade do som fica um pouco a desejar, mas como vocês já sabem, aqui é um lugar para se ouvir com outros olhos 😉
maria
suburbana
torturante ironia
faceira
quase que eu disse
favela
arrependimento
longe dos olhos
menos eu
rancho fundo

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

Deixe uma resposta