Caco Velho – Coletânea Toque Musical (2009)

Aqui estou eu neste sábado maravilhoso, trazendo para vocês um presente muito especial. Uma coletânea do sambista Caco Velho. Um nome pouco lembrado hoje em dia, mas sem dúvida, um artista genial. Gaúcho de Porto Alegre, começou a carreira nos anos 30, na Rádio Gaúcha como ‘crooner’ e pandeirista do Regional de Piratini. Também tocava piano, bateria e contrabaixo. Seu nome era Mateus Nunes. O apelido ou nome artístico Caco Velho vem da canção de Ary Barroso, esta era a música que ele mais gostava de cantar. Daí veio o epíteto nominal. Ele também trabalhou no cinema, em musicais de carnaval da Atlantida. Esteve por um tempo na Europa excursionando como cantor da Orquestra de Georges Henri. De volta ao Brasil, abriu uma casa de shows, a “Derval Bar” e depois outra, a “Brazilian’s Bar onde se apresentava com seu conjunto. Seguiu depois para os ‘States’ onde também fez apresentações. Depois foi para Portugal onde foi atração musical em rádio e televisão. A cantora portuguesa Amália Rodrigues chegou a gravar duas de suas músicas (esqueci de comentar que ele também era compositor hehe…)

A coletânea que tenho para vocês, na verdade trata-se de uma discografia incompleta, mas essencialmente básica. Tenho aqui um 3 em 1. Quer dizer, três álbuns importantes da carreira desse artista, reunidos por mim e graças à colaboração de alguns amigos cultos. São eles os seguintes discos: O compacto duplo lançado pela Copacabana em 1956, “A Voz do Sangue”, “Vida Noturna Nº1” de 1957 e aquele que deveria ser um dos 300, o delicioso “Comendador da Bossa Nova”, lançado em 1963. Tenho certeza que vocês irão gostar. E já prometendo para amanhã, tenho mais uma dose de Caco Velho. Aguardem… 😉
*A Voz do Sangue
a voz do sangue
chaufeur de lotação
raça
tem que ter mulata
*Vida Noturna Nº 1
botina estranha
não consigo entender
adoro a dora
silêncio
minueto
me diga teu nome
caco velho
nêga
minha candidatura
mulher infernal
se acaso você chegasse
vegeto sem mulher
*O Comendador da Bossa Nova
onde está
a cuíca está roncando
meu fraco é mulher
não faça hora comigo
maria cândida
parei na jogada
o pato
não quero intruso no meu samba
uma crioula
samba do meu tio
tonalidade original
samba de uma nota só

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

Deixe uma resposta