Araken Peixoto – Um Piston Dentro Da Noite Vol. 2 (1987)


Bom dia! Levemente recuperado do domingão, aqui vou eu para a segunda-feira enfrentar os bichos e as ‘bambis’ saltitantes que hoje circulam pela cidade felizes da vida. Mas não tem nada não… toda araruta tem seu dia de mingau.
Deixemos a araruta e as ‘bambices’ de lado, vamos ao disco do dia. Hoje temos a presença do pistonista Araken Peixoto, irmão do Cauby. Araken era um músico da noite, sempre foi. Gostava de tocar em casas noturnas do eixo Rio-SãoPaulo. Era um instrumentista com um toque ao estilo americano, redondo e limpo. Faleceu no ano passado aos 77 anos.
Depois do sucesso de “Um piston dentro da noite” gravado em 1986, Araken resolveu dar sequência, lançando no ano seguinte este que é o volume dois. Como no primeiro, ele conta com a participação especial do irmão Moacyr Peixoto ao piano. Tocam também Evaldo Rui Guedes no contrabaixo e Ricardo Vaz Teixeira na bateria. Um disco totalmente acústico e, cá pra nós, o melhor da série que se estendeu (acho) até o volume 4. Neste podemos encontrar as seguintes pérolas…

balada triste
folha morta
gente humilde
chuvas de verão
o amor em paz
se queres saber
apelo
franqueza
meditação
na batucada da vida
nossos momentos
bom dia tristeza

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

5 pensou em “Araken Peixoto – Um Piston Dentro Da Noite Vol. 2 (1987)

  1. Pobre Galo, não cansa de perder do Cruzeiro, e o pior agora acostumou-se a levar de goleada. O fato é que o freguês tem sempre razão, então…

    Fred – MG

  2. … então leva de volta sua zombaria e me traz um prato menos indigesto. Essa foi foda! Um bando de FDPs manchando a honra do glorioso Atlético Mineiro. Eu por mim, pegava esse jogadores e botava todos no paredão e o Leão a gente joga na jaula de um verdadeiro para eles conversarem sobre futebol. Essa foi de amargar, eu reconheço 🙁

Deixe uma resposta