Vicente Celestino – Alma E Coração (1960)

Existem artistas que realmente possuem um carisma inexplicável, à ponto de se eternizarem não apenas como uma lembrança, mas como uma parte viva e pulsante da música que vence o tempo, os estilos e modismos. Este é o caso do Vicente Celestino, considerado “A voz orgulho do Brasil”. Um cantor que durante toda a sua carreira se manteve no auge, sem oscilações, sempre respeitado e admirado por todos. Seu ‘vozerão’ e sua interpretação dramática fizeram dele o grande tenor popular. Romântico e nacionalista (no melhor sentido da palavra), sua missão foi sempre cantar para o povo brasileiro.
Esta é a segunda vez que eu posto um disco do Vicente Celestino aqui no blog. Curiosamente este foi o artista que mais deu ‘ibope’ ao lado da polêmica postagem da fita do João Gilberto. Desta vez eu trago para vocês um disco que pega a gente logo pelo visual. Vejam só que capa bacana, numa atmosfera romântica e estilo cinematográfico, temos estampadas as figuras de Vicente e sua eterna companheira, Gilda Abreu. Parece mesmo um cartaz de filme hollywoodiano e faz sentido, afinal Gilda era entre outras coisas, cineasta e participa do disco na faixa “Aleluia”, composição sua em parceria com Francisco Mignone. No álbum, lançado em 1960, temos o cantor interpretando Vinicius de Moraes em sua belíssima “Serenata do adeus, Ataulfo Alves em “Serenata”, “Saudade” de Dorival Caymmi e Fernano Lôbo, entre outros…

.
alma e coração
serenata do adeus
fim de romance
saudade
desta vez
alma de adeus
creio em ti
seresta
viajante
o fado
peço a deus
aleluia

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

Deixe uma resposta