Vicente Celestino – Alma E Coração (1960)

Existem artistas que realmente possuem um carisma inexplicável, à ponto de se eternizarem não apenas como uma lembrança, mas como uma parte viva e pulsante da música que vence o tempo, os estilos e modismos. Este é o caso do Vicente Celestino, considerado “A voz orgulho do Brasil”. Um cantor que durante toda a sua carreira se manteve no auge, sem oscilações, sempre respeitado e admirado por todos. Seu ‘vozerão’ e sua interpretação dramática fizeram dele o grande tenor popular. Romântico e nacionalista (no melhor sentido da palavra), sua missão foi sempre cantar para o povo brasileiro.
Esta é a segunda vez que eu posto um disco do Vicente Celestino aqui no blog. Curiosamente este foi o artista que mais deu ‘ibope’ ao lado da polêmica postagem da fita do João Gilberto. Desta vez eu trago para vocês um disco que pega a gente logo pelo visual. Vejam só que capa bacana, numa atmosfera romântica e estilo cinematográfico, temos estampadas as figuras de Vicente e sua eterna companheira, Gilda Abreu. Parece mesmo um cartaz de filme hollywoodiano e faz sentido, afinal Gilda era entre outras coisas, cineasta e participa do disco na faixa “Aleluia”, composição sua em parceria com Francisco Mignone. No álbum, lançado em 1960, temos o cantor interpretando Vinicius de Moraes em sua belíssima “Serenata do adeus, Ataulfo Alves em “Serenata”, “Saudade” de Dorival Caymmi e Fernano Lôbo, entre outros…

.
alma e coração
serenata do adeus
fim de romance
saudade
desta vez
alma de adeus
creio em ti
seresta
viajante
o fado
peço a deus
aleluia

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

13 thoughts on “Vicente Celestino – Alma E Coração (1960)

  1. Presentaço!!! Vicente Celestino é o máximo! Voz belíssima, no início do século passado, quando Enrico Caruso esteve pela única vez no Brasil, ofereceu à Celestino a possibilidade dele estudar canto na Europa, impressionado que ficou com este artista.
    Interessante que muita gente acha que ele morreu de tanto beber, por causa da música e filme O Ébrio, mas na realidade, Celestino nunca colocou uma gota de álcool na boca (coitado!!!)

  2. Sou obrigado a comentar de novo! Este disco me pegou pelo pé, não consigo parar de ouví-lo, lindo! Na Alma E Coração, versão da belíssima Anema E Core, tem um maravilhoso solo de piano no mais puro estilo Roger Willians e Carmen Cavallaro, aliás, aproveitando a deixa, vc. teria algum Pedrinho Mattar pra postar pra gente?

  3. Ai TM, tu já andas a me causar problemas aki em casa! Os meus velhinhos (vô, vò, bisos e tios), andam a fazer um curso aki da cidade chamado vovonauta!Assim podem te seguir, pior e me cobrar por não ter atendido seus pedidos (o de passar seus arquivos para um cd e de preferencia com capinha… tudo bonitinho)Já tenho lista de espera…. Pior nas jogadas de tranca aki em csa está ficando triste a coisa rsrsrss

    Mas eu sempre agradeço e minha vó adorou o Vicente Celestino fala que dançava essas músicas com meu avô e que acgou q nunca mais as iria ouvir!
    parabéns outro Cliente satisfeiro par vc
    Bel

  4. TM, a propósito minha filha continua dormindo ouvindo o Tom Jobim, que vc não tinha mas muito gentilmente pediu ao Poeiras para postar!
    Portanto sempre sou grata!

    Bel

  5. Eu tenho este LP que é uma beleza e muito raro de se encontrar. Já baixei um lp do Vicente, penso que neste blog – Saudade, palavra doce; outro disco espetacular; é pena que só de raro em raro você postar discos do Vicente. Cito você porque considero o TM um dos melhores blogs, ao lado Loronix. Da próxima vez que você postar um outro disco do Vicente, minha sugestão é: Páginas Imortais na Voz de Vicente Celestino.
    José Diógenes Pessoa, Fortaleza-CE.

  6. oi tm.

    infelizmentwe o link para esta postagem não está mais funcionando.

    ficaria grata se você pudesse subir o arquivo novamente.

    obrigada.

Deixe uma resposta