Adoniran Barbosa E Paulo Vanzolini- Nova História Da MPB (1978) 3

Iniciando mais uma semana, vou logo trazendo outro volume da coleção Nova História da Música Popular Brasileira. Como eu já havia informado (e pelo jeito estarei informando sempre a cada novo volume), a apresentação da série é feita por ordem alfabética e não conforme a de lançamento. Mesmo porque, não há uma numeração a ser seguida.
Hoje temos duas figuras excepcionais, dois mestres, Adoniran Barbosa e Paulo Vanzolini. Não há muito o que se possa falar desses dois compositores paulistas que já não tenha sido dito. Aliás, neste disquinho, não há muito o que se possa mostrar tanto de um quanto do outro. Eu sinceramente não entendo até hoje o que levou a Abril Cultural a lançar essa coleção com um disco de 10 polegadas. Será que não dava para ser um ‘long play’ com quatro musiquinhas a mais? Melhor ainda, será que não dava para fazer um álbum duplo? Ou pelo menos dar a cada artista escolhido um volume exclusivo? Esta coleção é muito legal, mas deixa a gente com água na boca, um gostinho de quero mais. Talvez seja essa mesma a intenção. Temos então, de um lado Adoniran e do outro o Vanzolini. Acompanhando, segue o álbum com as informações que o completa. Confiram…

saudosa maloca
samba do arnesto
bom dia tristeza
trem das onze
ronda
volta por cima
praça clóvis
capoeira do arnaldo

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

8 thoughts on “Adoniran Barbosa E Paulo Vanzolini- Nova História Da MPB (1978) 3

  1. Só para esclarecer foram ao todo 3 as edições dessa coleção da Abril Cultural: a primeira (e melhor, na minha opinião)teve 50 discos-fascículos entre os anos de 1970-71. A segunda é essa que está sendo postada pelo TM entre os anos de 1976-78. E a terceira, justamente com discos de 12 faixas e textos de críticos como Kubrusly, Maciel e outros foi de 1982-83. Enfim todas as três edições são ótimas, tanto pelas gravações como pelos textos.

    Leandro – SP

  2. Talvez o disco de 10 polegadas se justifique pelo fato da coleção ter sido vendida em bancas de jornal na época, o que baratearia o custo.

    Leandro – SP

  3. Primeiro tenho que agradecer pela postagem da coleção. Eu particularmente gosto mais desta edição, principalmente por causa dos fascículos, e tb pq como muita gente tive esta coleção como primeiro contato com a MPB.
    Abs

  4. Genial!
    Eu tenho esse LP (que era do meu pai). Sempre tive vontade de fazer uma versão mais pesada da “Capoeira do Arnaldo”.
    Adoro as músicas do Paulo Vanzolini.
    Parabéns pelo site!

Deixe uma resposta