Maria Martha – Flor Amorosa (1977)

Olá a todos! Como eu havia informado, esta semana será dedicada à postagens de álbuns de cantoras. Existem (e existiram) diversas artistas da música brasileira que são excelentes e que por um ou outra razão ficaram (ou estão) um pouco a sombra. São artistas que não receberam a devida atenção do público e da crítica especializada. Sem querer desmerecer o talento de nossas novas interpretes, acho que já não tenho mais saco para ouvir aquelas que lembram a Gal Costa, a Elis, a Clara Nunes e tantas outras que a cada dia surgem como a nova sensação. Sinceramente, não vejo muita graça em artistas formatados. Tá faltando originalidade!
Eis aqui uma cantora e compositora a qual merece o meu respeito. Um desses raros talento que a gente percebe já na primeira faixa. Eis aqui Maria Martha, uma cantora com um timbre suave e sem oscilações. Uma cantora que sabe domar sua voz, numa naturalidade e clareza muito agradável de se ouvir. Embora seu talento já fosse conhecido desde o início dos anos 70, só 1977 ela conseguiria gravar seu primeiro disco. “Flor amorsa” foi lançado pela RCA Victor. Um álbum verdadeiramente muito bonito e bem produzido. O repertório foi, como diz o texto da contracapa, “escolhido a dedo” por Walter Silva e Zuza Homem de Mello, responsáveis pela produção em estúdio. As músicas são composições de Maria Martha e também de outros autores consagrados . Os arranjos e regência, que deram ao disco um toque ainda mais especial, ficaram por conta dos maestros Luis Arruda Paes e Élcio Alvares. A música “Flor amorosa” de Catulo da Paixão Cearense e A. S. Callado, que dá nome ao disco, fez parte da trilha sonora da novela Nina, da Rede Globo.

a morte do josé
álbum de família
esses moços (pobres moços)
ausência
não pago o bonde
o dia
flor amorosa
soneto
hei de ver-te um dia
faz de conta
seresta
por um beijo

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

Deixe uma resposta