Sucessos Da Bossa Nova (1964)

Dando sequência a postagem do dia, que hoje saiu mais cedo, vamos com mais Bossa Nova. Desta vez temos um álbum que foi recuperado por milagre. Este disco, podem acreditar estava uma peneira, cheio de furos feitos por cupim. Dá prá acreditar? Eu não sabia que cupim comia vinil, agora tenho certeza. Considerando o estado lastimável em que se encontrava o lp, em relação ao resultado quase finalizado, acho que ficou muito bom! Digo quase finalizado, porque não cheguei a limpar totalmente o arquivo no Sound Forge. Vou deixar para vocês a arte do acabamento final, ok? Como a contracapa ficou um tanto ilegível, transcrevo abaixo o texto sobre o disco:
“Este é um lp que focaliza seis grandes nomes interpretativos da bossa nova entre nós (mas cujo cartaz já ultrapassou as fronteiras): um flautista, um saxofonista, um pianista, dois “bandleaders” e finalmente um cantor – Jorginho, Aurino, Heraldo e Paulo “Fats” Eupidio e Johnny Alf, pela ordem.”

insensatez
tristeza de nós dois
para não sofrer
batida diferente
meditação
samba de uma nota só
nós e o mar
barquinho
tema se palavras
murmúrio
chora tua tristeza
menina moça

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

10 thoughts on “Sucessos Da Bossa Nova (1964)

  1. Já perdi muitos discos e livros para os cupins. Eles se alimentam de celulose, comem a capa e na sua voracidade acabam danificando o vinil em busca de mais celulose. E são rápidos! Já vi casos de grande destruição em questão de 3 dias! É minha profissão, sou restaurador de papéis e disso entendo bem.

  2. Mas,pra que postar essa MERDA se não está totalmente finalizado? Quer dar trabalho para os outros pra ficar se achando,babaca?

  3. Cupins anônimos e mal educados são difíceis, parece que estão de mal com a vida. Então pra quê esses insetos querem ouvir música da boa?

  4. Amigo, não liga pra esse tipo de ignorante.
    Esse é o tipo de babaca que se acha, passando na rua ouvindo “égüinha pocotó” a todo volume… Pensando que é música.

    Rui

Deixe uma resposta