Astor – O Baile Do Ano (1962)


Bom dia, amigos cultos e ocultos! É isso aí… É assim mesmo que eu gosto, cultos ou ocultos, todos marcando presença. Sei bem que comentários a gente faz quando algo realmente nos impressiona, seja de uma forma ou de outra. Comentar por obrigação é mesmo um saco e ninguém está aqui apenas para dizer ou ouvir um lacônico ‘muito obrigado’. Mas quando eu percebo que está havendo um ‘feed back’, um retorno, me sinto mais animado e procuro responder à altura, fazendo valer mais um dia. Tenho certeza que os amigos aqui vão também apreciar este álbum, que eu acredito ainda ser inédito nos blogs.

Temos aqui, mais uma vez, Astor Silva, dirigindo a Orquestra Columbia, num belíssimo álbum lançado em 1962. Este disco é verdadeiramente muito bom, tanto na parte dos arranjos quanto na escolha do repertório. Astor comanda a orquestra com seu trombone, direcionando cada música de forma exemplar e sem exageros. Junto à essa orquestra de metais, costura as brechas o piano de Vadico e o côro formado pelos próprios instrumentistas. No texto da contracapa, escrito por Ary Vasconcelos, temos um detalhado painel de cada uma das faixas, o que adianta o meu lado e esses quinze minutos para a postagem. Confiram já esta maravilha. Isso sim é que é metais em brasa, mora?
madeira de lei
tumba lê lê
aquelos ojos verdes
los dos sabemos
pennsylvania 6-5000
astor em hollywood
in the mood
chatanooga choo choo
castiguei
samba maravilhos
angelitos negros
triste não

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

Deixe uma resposta