Os Diplomatas No Samba Com Paulo Roberto Ao Orgão (1963)

Vamos nesta sexta-feira com mais um ilustre, raro e desconhecido álbum. Alguém aqui já ouviu falar nOs Diplomatas no Samba ou por acaso conhece o solista Paulo Roberto? Alguém conhece este disco? Pois eu, até pouco tempo, não conhecia. Aliás, ainda não sei muito sobre ele. Tirando as informações contidas no próprio álbum, nada mais pude encontrar. Pesquisei a fundo pela rede, mas não achei nada. Absolutamente nada… O texto na contra-capa passa a ser então nossa única referência. Nele encontramos apenas uma breve apresentação de quem é o tal Paulo Roberto e seu futuro promissor. “Os Diplomatas no Samba” ficam apenas no título do lp. Nada se fala sobre eles, se eram um grupo de sambistas ou se foi formado apenas para acompanhar o rapaz. Podemos entender também que “diplomatas” se refere talvez ao público refinado que o escuta, como ilustra bem a capa.
Vindo de uma pequena cidade em Goiás, Paulo Roberto – pseudônimo de João Abrão – tocava antes violino, mas cedeu aos encantos do orgão eletrônico. Aprendeu a tocar o instrumento em apenas 15 dias, passando a excursionar com uma orquestra pelo país. Imagino que a idéia era lançar no mercado um outro Ed Lincoln ou Walter Wanderley. O repertório escolhido traz coisas muito boas e a interpretação não fica a desejar.
Vejam vocês, talvez essa seja a primeira vez após 45 anos, que este trabalho é lembrado publicamente. Que volta à tona, ressuscitado entre os esquecidos. Teria ficado no limo, perdido para todo sempre. Quem saberia que este disco/artista um dia existiu? Essa é mais uma razão que me motiva manter o blog.

praça onze (h. martins – g. otelo)
murmúrio (d. ferreira – l. antonio
fala amor (d. ferreira – l. antonio)
na cadência do samba (a. alves – p. gesta)
samba na madrugada (d. lopes – c. mascarenhas – h.j. nascimento)
despedida de mangueira (a. cabral – b. lacerda)
e você não dizia nada (h. sindô – j. saccomani – j. martins)
volta por cima ( p. vazolini)
quem dera (j. roy – h. de almeida)
chorou… chorou… (l. antonio)
o morro não tem vez (a.c. jobim – v. de moraes)
zelão (s. ricardo)

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

7 thoughts on “Os Diplomatas No Samba Com Paulo Roberto Ao Orgão (1963)

  1. admiro muito o conjunto de paulo roberto ,gostaria que,auguem colocasse as faixas desse lp no yotub

  2. Tenho as melhores de Ed Lincoln em vinil, suponho. Do mesmo modo as de Walter Wanderley. E, como privilégio, tenho o LP dos Diplomatas No Samba que adquiri no momento do sucesso. Conheci, na época, dançando nos bailes “Hi-Fi”. São sensacionais.

Deixe uma resposta