Raul Caruso – Eu Serei Teu Cantor (1968)

Olá amigos cultos e ocultos! Em meio a pressa, na minha sempre falta de tempo, vou aproveitando o ensejo para apresentar aqui mais um raro e curioso lp, daqueles que só aparecem mesmo aqui, no Toque Musical. Estou me referindo, claro, a este lp, lançado em 1968 pelo selo Hot. Nosso artista em questão chama-se Raul Caruso. Procurei rapidamente alguma informação sobre ele no Google, mas infelizmente não achei nada. Daí, vou me pautando nos dados contidos no próprio álbum. O texto da contracapa é do inesquecível Chacrinha. Nele, o “Velho Guerreiro” nos apresenta sua descoberta, um cantor que imitava a voz do grande Vicente Celestino. Deram a ele o nome de “Raul Caruso” e deve ter sido batizado pelo próprio Chacrinha, que era o seu ‘padrinho’. Foi Abelardo Barbosa quem introduziu o cantor em seu programa e deu a ele a chance de brilhar ainda mais ao conseguir um contrato para gravar o seu primeiro disco. Bem propício para o momento, naquele ano de 68, muitos ainda estavam em choque com a morte de Vicente Celestino. Raul Caruso foi apresentado no programa “Hora da Buzina” e causou sensação, emocionando o público ao cantar as músicas de e ao estilo de Vicente Celestino. De imediato, conseguiu naquela mesma noite um contrato com a Rio-Som (Riversong) para lançar dois lps. Este, como eu já disse, foi o primeiro. Na verdade eu nem sei se ele chegou a gravar o segundo (nunca vi). No presente disco temos, evidentemente, uma série de músicas do repertório daquele que foi chamado ‘a voz orgulho do Brasil’. Pela curiosidade, acho que já vale a pena conhecer Raul Caruso. Vamos lá?

eu serei teu cantor
modinha
noite cheia de estrelas
coração materno
porta aberta
jura-me
helena, helena
o ébrio
a mulher que ficou na taça
castelos de areia
pra que mentir
.

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

Deixe uma resposta