Brasa 4 (1968)

Bom dia, amigos cultos e ocultos! Tenho percebido que toda a postagem que faço no fim de noite, acaba entrando como se fosse do dia seguinte. E olha que muitas vezes são postagens que eu abro logo pela manhã, para garantir a vaga do dia. Mas, por alguma razão essa minha manobra não tem dado certo. Preciso ficar esperto e liberar tudo logo cedo. O que falta é tempo! Quando se trabalha no passado, as coisas tendem a andar sempre atrasadas, deve ser isso 🙂
Hoje eu vou postando aqui um disco que há muito eu vinha trabalhando, tentando extrair ao máximo suas músicas, que infelizmente neste exemplar estavam quase impossíveis de ouvir, devido ao seu mal estado de conservação. Me fez lembrar aquele disco do Germano Mathias que eu postei aqui no Toque Musical há algum tempo atrás. Tentei de todas as formas dar uma melhorada, mas não adiantou muito. Fiquei na esperança de que um outro, em melhor estado, aparecesse por aqui. Acontece que os velhos discos do Germano são mais difícieis de achar que nota de 100. No caso do Brasa 4 não é muito diferente. O álbum estava um lixo, tanto a capa como o vinil. Mas sabendo eu que este disco é pura raridade, com certeza outro igual e em melhores condições, tão cedo não irá aparecer por aqui (e nem por aí…). Daí, me debrucei sobre o disquinho e fiquei quase um mês dando um trato na ‘obra’. Para quem não conhece a história deste disco, ao baixá-lo e ouvi-lo há de pensar: “com tanto disco bom, o cara foi pegar logo esse para arrumar”. Isso porque o presente álbum é uma sucessão de ‘covers’, uma interpretação copiosa e bem amadora, (no geral), de hits dos anos 60 e sucessos da Jovem Guarda. A qualidade dos nossos artistas aqui, principalmente dos cantores, não é lá uma maravilha. Talvez por conta disso mesmo, ele tenha se limitado à um número de cópias suficiente apenas para os mais interessados, os próprios artistas, seus familiares e amigos. Mas não seria apenas por conta disso que eu me dispus a restaurá-lo e trazer para ser publicado no blog. Como todos sabem, o Toque Musical é um espaço para se ouvir com outros olhos. Este lp, embora limitado artísticamente, é uma obra rara que registra um momento musical da juventude belorizontina nos anos 60.
O Brasa 4 era um programa de auditório realizado aos sábados pela antiga TV Itacolomi, em Belo Horizonte. Produzido pelo, hoje já lendário, Dirceu Pereira, o nome Brasa 4 vem, obviamente da expressão usada pela turma do Roberto Carlos (é uma brasa, mora?) e o 4 vem do número da emissora, o velho canal 4. Eu nessa época também frequentava o auditório da TV Itacolomi, só que era para assistir o Gurilândia.
O programa Brasa 4 era uma espécie de versão mineirinha dos programas da Jovem Guarda. Se não me falha a memória, ele entrava no ar uma hora antes do oficial, apresentado pelo Roberto Carlos. Era um programa jovem e de calouros. Por lá passavam todos os aspirantes à Roberto, Erasmo, Wanderléa, Martinha, Ronnie Von, Os Incríveis… Apesar de todo o amadorismo de nossos artistas, a produção, ao contrário, buscava ser bem profissional. Contratavam músicos profissionais para manterem ‘a cozinha’ funcionando, convidavam artistas consagrados e também os conjuntos locais que já eram bem conhecidos por aqueles que frequentavam os bailes em clubes da cidade.
Este álbum foi gravado como uma espécie de estímulo à esses novos e pretensos artistas. Foram selecionados aqueles que melhor se apresentaram durante o ano. O disco foi gravado no estúdio Bemol, considerando o repertório, provavelmente em 1968. Além dos ‘hits internacionais do momento’ e da Jovem Guarda, há também uma versão (com certeza a primeira) de” Travessia”, de Milton Nascimento e Fernando Brant. Depois de ouvir o Milton cantar a sua “Travessia”, ouvir o Edinho é uma travessia em brasa (e descalço), mora?

san francisco – redig
canzone per te – roberta
como é grande o meu amor por você – os intrusos
o que há de mal em mim – bitons
you only live twice – os agitadores
when summer is gone – analfa bites
estudio 17 – os agitadores
você não serve pra mim – amir
meu vestidinho – dalva rigueti
lonely – os intrépidos
quando – jamal
travessia – edinho

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

Deixe uma resposta