Grupo Musa – Coisas Nossas (1974)

Boa noite, amigos cultos e ocultos! Nesta sexta independente, como eu disse, teremos duas postagens. Segue agora a segunda, trazendo o Grupo Musa, um conjunto musical formado nos anos 70, em São Luís, do Maranhão. Descobri esse grupo há pouco tempo atrás, quando procurava informações sobre o I Festival da Música Popular Brasileira no Maranhão. Alguns de seus integrantes participaram também deste festival. Fiquei então curioso para saber mais sobre eles. O Musa (Movimento Universitário de Som e Arte), foi formado por estudantes da Escola Engenharia do Maranhão e teve seu momento de expressão na cena musical e artística de São Luís, nos primeiros anos da década de 70. A história toda do grupo pode ser lida no site do professor e engenheiro civil, João Augusto Ramos e Silva, um dos integrantes do grupo. Em contato com este, consegui alguns registros de gravação feito por eles na época. Acho interessante incluirmos aqui esse trabalho, como forma de mostrar o que foi produzido musicalmente no Maranhão, naquela época. Embora o grupo não estivesse interessando em se profissionalizar, tiveram bons momentos, se apresentando em diferentes eventos culturais da cidade. Conforme conta João Augusto, a fase das apresentações e a própria existência do Musa, culmina com o show “Coisas Nossas”, produzido por eles e apresentado no Clube do Congresso, em Brasília, na programação da Festa dos Estados, em 1974. Aproveitando a viagem de Estágio Supervisionado do Curso de Engenharia, eles levavam também os seus instrumentos musicais  na bagagem e em todas as paradas, faziam ali as suas apresentações. O Musa durou o tempo em que os colegas estiveram juntos durante o Curso. Depois de formados, cada um seguiu um caminho dentro da profissão de engenheiro. Apenas um deles, Ronaldo Mota, continuou na música e no teatro, indo morar e trabalhar no Rio de Janeiro. A música entre eles ficou prorrogada, mas não deixou de estar sempre presente em suas vidas. Tanto assim que eles ainda pensam em um retorno, para quem sabe, agora, se dedicarem aos seus sonhos. 
O que temos aqui então, são algumas de suas músicas, gravadas na época, recuperadas por João Augusto, que acrescentou na remasteriazação uma nova base instrumental. 
Para compor esse trabalho, criei para eles uma nova capinha, que só não deu para caprichar mais porque a sinusite resolveu baixar de novo. Êta noite brava, sô!
ciumenta
eros nº 1
como é que vai
ponto de espera
juçara-ê
ex-centro da cidade
coceira
mato velho

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

Deixe uma resposta