Dick Farney Trio – 5 Anos De Jazz (1977)

Olá amigos cultos e ocultos! Passei, hoje, a manhã toda navegando na rede e por mais estranho que pareça, acabei me esquecendo da postagem. Só agora estou dando conta de que ainda não mandei o toque do dia, não bati o ponto. 🙂 Neste domingo, estou em sintonia como o jazz. Minha tarde foi regada à McCoy Tyner, Gil Evans e Dave Brubeck. Delícia total! Eis que agora, ao escolher o que iria postar, me lembrei do Dick Farney e seus memoráveis shows intimistas ao lado de Sabá e Toninho. Shows esses , diga-se de passagem, que eu nunca assisti, mas se tornaram memoráveis por conta do talento do trio e também porque foram gravados e ficaram registrados em discos, como este que estou trazendo aqui.
“5 Anos de Jazz” comemora o encontro desses três músicos que em 1972 se juntaram para fazerem o que mais gostavam, tocar jazz. Foram na época contratados pelo empresário da noite, Ricardo Amaral e passaram desde então a se apresentarem nesses shows para uma platéia seleta. Dessas apresentações, que eram sempre gravadas vieram, os discos. Lançaram um primeiro em 73 e em 77 veio este que comemora os cinco anos tocando juntos. Um disco que contempla justamente algumas das músicas que eu ouvia hoje à tarde. Brubeck na cabeça! Além de outros, também clássicos, mas poucos. O disco traz apenas seis faixas. Dá vontade de ouvir mais… 🙂 Confiram aí, pois eu no embalo, acho que vou mandar mais um. Um compacto para fecharmos bem a noite. Que tal? 😉

brandenburg gate
autumn leaves (les feuilles mortes)
we’ll be together again
besame mucho
three to get ready
our lover is here to stay

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

7 thoughts on “Dick Farney Trio – 5 Anos De Jazz (1977)

  1. Augusto, cabra bom da peste ! Agora vc botou pra quebrar mesmo.. Estou gravando um velho amigo, excelente barítono, o Amaury Moraes, justamente relembrando sucessos dos Irmãos Farney (Cyl e Dick).. E vc traz além desse mestre Dick o Jongo Trio, que ouvi até saturar nos bons e inesquecíveis anos 60, tempo de muito agito e música de primeira pelo mundo afora..Tempo do Zimbo Trio, do Tamba Trio e dos nossos grandes pianistas, baixistas e bateristas botando pra derreter nos palcos do Brasil e nos Festivais da Record..Um presente maravilhoso, pelo qual vou ficar mais uma vez agradecido e devedor ! A propósito, passei esse feriadão degustando o excelente “Glossário do Jazz” do Mário Jorge Marques, o MaJor, do CJUB (charutojazz blog) . Massa demais passear pelos verbetes e ouvir o podcast fantástico daquele Blog !
    Grande Abraço, meu amigo !

  2. Fred, saiba que você é um cara super bem vindo por aqui. São para pessoas como você que existe este blog. Aliás, graças a Deus, através do Toque Musical tenho feito muito boas amizades. São as afinidades, meu amigo. A mesma sintonia. Isso é muito bom. 🙂

  3. grande dick farney tive o privilegio de cantar com dick varias vezes pelas boates paulistanas com toninho na batera e saba no baixo acustico que fazia tremer as paredes da boate do alto dos meus 62 anos a completar em 11 de julho proximo tambem fui proprietario e crooner de uma banda chamada de BRASILIAN MODERN SIX que fazia muito sucesso na nossa media mogiana a proposito sou natural de CASA BRANCA sp amigos nao quero ter a pretensao de ser o dono da verdade mas e que tive a felicidade de vivenciar essa epoca ok? disse sivestre obrigado e um abraço a todos os amigos do blog

  4. Silvestre, legal tê-lo por aqui.
    Seria ótimo se você nos enviasse alguns trabalhos com o Brasilian Modern Six. Sei que vocês chegaram a lançar discos. Se tiver alguma coisa interessante, manda para eu postar no Toque Musical. O e-mail tá aí
    toquelinkmusical@gmail.com

    abrs

Deixe uma resposta