Tito Madi – A Saudade Mata A Gente (1958)

Boa noite, amigos cultos e ocultos. Já há algum tempo eu estava para postar este disco do Tito Madi, o primeiro lp de 12 polegadas gravado por ele. Foram muitos os pedidos e em resposta as promessas. Só não o fiz antes porque o disco precisava de um bom tratamento, tanto no áudio quanto em seu visual. Ainda  não cheguei ao ideal, mas creio que já dei uma boa melhorada a ponto de apresentá-los aqui para vocês. Como disse, este foi o primeiro lp gravado por Tito Madi. Alguns dizem que foi gravado em 57, outros em 58. Na dúvida, só perguntando ao próprio artista. O certo é que, nos meus ‘garimpos’ (quando eu ainda tinha tempo como vocês), eu nunca vi este lp postado em outros blogs. Imagino que seja esta a primeira vez em que ele entra na roda, integralmente. As apresentações quanto ao repertório e ao próprio disco eu deixo a cargo dele próprio. Estou tão cansado que acho que vou dormir um pouco, antes mesmo de publicar esta postagem. Segura a onda aí… Tô logo acordando, ok? 😉
uma loira
esquece
somos dois
barqueiro do são francisco
sempre teu
nova ilusão
copacabana
não tem solução
marina
um cantinho e você
ponto final
a saudade mata a gente
.

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

3 thoughts on “Tito Madi – A Saudade Mata A Gente (1958)

  1. Mais uma jóia. Curiosamente saiu do autoral para falar de saudade (nenhuma de sua autoria – só sucessos conforme contracapa e ele já havia gravado várias). Todas gravadas também por Dick Farney, exceto “Nova ilusão” (eu pelo menos não tenho).

Deixe uma resposta