Dom & Ravel (1974)

Quem viveu o final da década de 1960 e começo da de 70, os chamados “anos de chumbo” da ditadura militar, lembra-se muito bem da dupla Dom e Ravel. Seus nomes verdadeiros eram, respectivamente, Eustáquio Gomes de Faria, e Eduardo Gomes de Faria, irmãos cearenses nascidos em Itaiçaba, Eustáquio em 21 de agosto de 1944, e Eduardo em 13 de outubro de 1947. Mudaram-se ainda pequenos para São Paulo, na década de 1950, com os pais e a irmã caçula, Eva, residindo e criando-se na periferia da cidade. Eduardo foi apelidado de Ravel por um professor de música, por causa de sua aptidão para a arte. Dom e Ravel gravaram seu primeiro disco em 1969, pela RCA Victor, um compacto simples com as músicas “O som do silêncio” (versão em português para o clássico “The sound of silence”, de Simon e Garfunkel) e “Desvio mental”. Em seguida na mesma marca, outro single, com “Hey” e “O que é meu dela”. Ambos os discos foram verdadeiros fracassos de vendagem. Em contrapartida, passaram a se destacar como compositores, com músicas gravadas por intérpretes como Os Incríveis, Wanderléa, Jerry Adriani e Wanderley Cardoso. Foram Os Incríveis, inclusive, quem lançaram, em 1970, o maior e mais polêmico sucesso da dupla: a marcha-rancho “Eu te amo, meu Brasil”, que, segundo eles mesmos, foi composta para comemorar a conquista do tricampeonato mundial de futebol pelo Brasil. Esta e outras músicas ufanistas que compuseram, tais como “Só o amor constrói” e “Você também é responsável”, esta transformada pelo governo em hino do extinto Mobral, Movimento Brasileiro de Alfabetização, renderam a Dom e Ravel bastante sucesso e, por outro lado, acusações de bajuladores do regime militar. Ambos juravam por toda a vida não ser verdade. Os sobrenomes de ambos ajudaram a aumentar a confusão, fazendo acreditar que eles tinham parentesco com o brigadeiro Eduardo Gomes e o general Cordeiro de Farias, e eram filhos de militares (na verdade, o pai deles era  um pequeno comerciante paraibano e a mãe, cearense, era “do lar”, ou seja, dona-de-casa). Em 1971, Dom e Ravel lançaram seu primeiro LP, “Terra boa”, pela RCA Victor. A fim de tentarem se afastar da fama de bajuladores da ditadura militar, gravaram, em 1974, a música “Animais irracionais (Somos todos meio)”, falando de desigualdade social. Entretanto, a música não recebeu o devido apoio dos militares que então governavam o país, e acabou vetada pela censura. É justamente o segundo LP da dupla, editado pela Beverly, que traz como faixa de abertura “Animais irracionais”, que o TM oferece hoje a seus amigos cultos, ocultos e associados. Mas há também outras faixas interessantes que vocês poderão conferir, a maioria deles próprios com ou sem parceiros, tipo “O que é que você está fazendo aí, meu bem?”, “Se você me pudesse ouvir”, “Laço de boi”, “Conflito de gerações” (outro tema sempre atual). Depois deste, Dom e Ravel ainda lançariam mais dois LPs, em 1982 e 1993, e também gravaram inúmeros compactos, obtendo sucesso com “Obrigado ao homem do campo” (1978) e “Canção da fraternidade”, mais conhecida por “Cantemos juntos”, em 1979. Mais tarde, a dupla se desfez e ambos partiram para carreiras-solo. Foram eles, inclusive, quem realizaram gestões junto ao então presidente da República João Figueiredo para outorgar a concessão de uma rede de TV ao empresário e animador Sílvio Santos. Nascia o SBT e, ao mesmo tempo, terminava a dupla… Eustáquio Gomes de Faria, o Dom, faleceu em 10 de dezembro de 2000, de câncer no estômago. Ravel, porém, prosseguiu cantando solo mesmo após ter sua vista prejudicada por um acidente. Isso até também falecer, em 16 de junho de 2011, de ataque cardíaco. Mas se depender de blogs como nosso TM, eles jamais cairão no esquecimento. Portanto, aí vai o álbum de “Animais irracionais”, para apreciação de todos vocês! Divirtam-se…

animais irracionais
marinheiro
conflito de gerações
todo dia a mesma história
o que é que você está fazendo aí meu bem
se você pudesse me ouvir
laço de boi
rainha do mar
rodeiro do cruzeiro do sul
o caminhante
os astronautas

*Texto de Samuel Machado Filho

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

Deixe uma resposta