João Bosco Quintet – Live In Nefertiti Jazz Club (2009)

Bom último dia do ano para todos! Aqui estou eu para a postagem final de 2010. Não adianta insistir, eu agora só vou voltar no ano que vem! hehehe… Fiquei ontem pensando com que chave de ouro eu fecharia o ano no nosso Toque Musical. Por certo, discos interessantes é o que não falta. Contudo, eu queria algo que fosse diferente e especial. Parece que o meu amigo Chris Rousseau leu os meus pensamentos e me enviou, entre outras, uma gravação de um show do João Bosco, no famoso “Nefertiti Jazz Club”, em Goteborg, na Suécia. Esta apresentação aconteceu em 2009, bem recente. Neste show ele é apresentado como um quinteto, ao lado de Nelson Faria na guitarra, Ney Conceição no contrabaixo, Kiko Freitas na bateria e Marçal na percussão. A qualidade da gravação é muito boa. Eu acredito, depois de editar todas as músicas, que o registro foi feito ou transmitido por uma rádio local. Na edição eu acabei eliminando algumas falas e anúncios do locutor. Sei que ele comentava de Bossa Nova, Jazz e do próprio João Bosco, mas como era tudo em sueco e em nada acrescentaria para o nosso deleite musical, achei melhor não incluir. Como embalagem para este ‘bootleg’ de primeira linha, criei meio as pressas as capinhas para apresentação. Fiz uma primeira inspirada em capas de jazz europeu e uma segunda, um pouco mais alegre (mais Brasil) com o João portando, numa alegoria, a coroa de Nefertiti. Como fiquei na dúvida na hora da escolha, decidi publicar as duas e deixar que vocês comentem qual está mais agradável.
Hoje parece que tudo está se encaixando, até o fato de ser esta uma gravação alternativa e independente, de acordo com as postagens das sextas feiras. Taí, fechamos o ano com uma bela chave de ouro, que também servirá para abrir a porta de 2011.
Desejo a todos os amigos, cultos e ocultos, brasileiros e estrangeiros e também aos nossos artistas, um FELIZ ANO NOVO! Que a alegria, a amizade e a fraternidade esteja ainda mais presente entre nós. Desejo, de coração, a todos os que me acompanharam, muita felicidade, paz, amor, saúde e sorte. Muita música para espantar a tristeza ou pelo menos acompanhá-la diluindo a dor. Que este toque musical continue batendo em todos os corações. Valeu demais! 🙂

terreiro de jesus
desfinado
a rã
april child
varadero
mulher do amazonas
desenho de giz
coisa feita
linha de passe
trem azul
papel machê
vatapá
vou te contar
nação
prêt-a-porter de tafetá
incompatibilidade de gênios
bala com bala
odilê, odilá – ronco da cuíca
tiro de misericórdia – escadas da penha
águas de março

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

20 thoughts on “João Bosco Quintet – Live In Nefertiti Jazz Club (2009)

  1. Realmente a postagem é maravilhosa; gostaria, porém, de fazer algumas correções:

    o título correto da faixa 9 é LINHA DE PASSE (e não toca de tatu)

    na faixa 10 (o trem azul) é informado que o autor é Toninho Horta, quando, o correto é Lô Borges (música) e Ronaldo Bastos (letra).

    Élcio

  2. Não sou muito original , mas vai lá: Desejo um feliz 2011 com muita paz ,saúde,alegria ,prosperidade e bons toques musicais !!! Nilton Wing

  3. É isso aí, desejo um ótimo ano para você, para os colaboradores e para todos que acompanham o blog. Dar uma passada por esse blog ao menos uma vez por dia virou obrigação. Valeu, Augusto.Feliz 2011!

  4. Augusto,

    Em primeiro lugar, um feliz 2011, com muita saúde, amor, paz e prosperidade a você e família. Agradeço ainda pelas valiosas pérolas musicais que você nos presenteou ao longo de 2010. Só Deus para lhe pagar. Obrigado, obrigado, obrigado.
    A postagem de encerramento de ano é fantástica. As duas capas estão perfeitas, mas prefiro a “brasileira”, mais alegre e de acordo com a bossa do grande Bosco. Parabéns pela criação!!!

    Abraços

    Chico – Sto. André

  5. Extraído de Wikipédia sobre o percurssionista Marçal: Armando de Souza Marçal (também conhecido como Marçalzinho) é um percussionista brasileiro. Nascido no Rio de janeiro, começou na música aos 14 anos. É filho de Mestre Marçal, um dos maiores diretores de bateria de escola de samba de todos os tempos (atuou na Portela, Unidos da Tijuca e Viradouro), e neto de Armando Marçal, compositor de sambas que juntamente com Bide formou uma das duplas mais marcantes da história do samba.

  6. capas horrorosas, uma vergonha para um país que esteve no topo do design com César Villela (na Elenco), Tebaldo (na RCA) além de Joselito, Mafra, Cafi. A censura devereia voltar e proibir também a feiúra na emepobrê.

  7. Augusto
    Por favor apague o meu cometário, pois o fiz pensando tratar-se de capa de cd mesmo. Se fo você quem fez, retiro o que disse, pois eu me referi aos designeres de agora, que só fazem coisas horríveis.

    Abraço e feliz 2011.

  8. sim, com certeza, você tem toda a razão. veja só como parece, até então, despercebido essa minha falha. vou te contar, essa foi mal. vamos corrigir 🙂 valeu!

Deixe uma resposta