Alexandre Trik e Helena Maia – Waldemar Henrique, O Canto da Amazônia (1982)

Caramba! A propaganda é mesmo a alma do negócio. Ontem eu fui lá na Feira, um pouco desanimado com a chuva que caiu durante todo o dia. Quase desisti, mas acabei indo. Pensei que não teríamos público. Na verdade o que faltou foi expositor. Os poucos que lá tiveram, fizeram a festa, não havia concorrência. No meu caso, nem com concorrência, pois boa parte do que levei já estava praticamente vendido, graças ao anúncio antecipado.
Como ontem nós tivemos um disco da Ely Camargo, achei que hoje seria um bom dia para postarmos este álbum, lançado através do Projeto Promemus (Projeto Memória Musical Brasileira) da Funart. Trata-se de um trabalho que procura divulgar um pouco da obra do compositor paraense Waldemar Henrique. Quem aqui conhece este compositor? Talvez poucos, mais fácil se lembrarem de suas composições. Waldemar Henrique foi um artista que se dedicou ao estudo do folclore amazônico, particularmente o paraense. Como Ely Camargo, recolheu temas de diferentes regiões amazônicas e motivos folclóricos que foram por ele adaptados e (ou musicados). Foi um dos primeiros e mais importante divulgador da cultura musical de sua região. Pode-se dizer que a música paraense, em sua maior pureza, está fundamentada nos trabalhos de Waldemar Henrique.
Para mostrar um pouco da obra do artista, temos a dupla Alexandre Trik e Maria Helena Maia. Alexandre é carioca, professor de canto lírico e também artista plástico. Seu nome está associado à música de câmara brasileira. Da mesma forma é Maria Helena Maia, pianista renomada, principalmente fora do Brasil. Lecionou nas Universidades Federais do Rio e do Pará. Foi também diretora musical do Instituto Cultural Brasil-Rússia e do Centro Cultural Franscico Mignone.
Um outro bom motivo para esta postagem é mostrar aos meus amigos paraenses que nunca me esqueço deles. O que me falta são os discos.

Lendas Amazônicas:
tamba-tajá
curupira
foi o boto, sinhá
uirapuru
matintaperêra
manha-nungara
cobra grande
Pontos Rituais:
sem seu
no jardim de oiera
aba-logum
abaluaê
Danças Brasileiras:
rolinha
boi bumbá
hei de seguir teus passos
côco peneruê
Peças Avulsas:
adeus
hei de morrer cantando
senhora dona sancha
trem de alagoas

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

Deixe uma resposta