André Christovam – A Touch Of Glass (1990)

Desculpem, mas agora a pouco me deu vontade de chorar. Tenho o péssimo hábito de escrever direto a postagem no editor do blog (por isso saí tanta merda). Cheguei tarde, cansado e sem a menor condição para fazer a postagem que já deveria ter entrado logo cedo. Escrevi tudo, fiz uma resenha até confiável. Daí, por um lapso, um pequeno vascilo, deletei todo o texto. Tive que escrever tudo de novo (merda de Ctrl + C!)
Hoje, excepcionalmente, eu gostaria de dedicar esta postagem a uma pessoa muito especial, um amigo sem o qual eu não estaria aqui. Como eu, ele nos anos 80 se refugiou no blues (ou será que foi a bossa nova?) Taí, meu camarada…
Vamos com André Christovam, um dos maiores nomes do blues brasileiro. Reconhecido também internacionalmente e já tocou com muita gente, inclusive medalhões do blues americano. “A Touch Of Glass” é o seu segundo álbum. Um disco bacana. Um blues feito na medida e sem exageros, nada de performatismo. O título do álbum está relacionado ao tocar a guitarra usando o ‘bottleneck’, uma espécie de tubo, de metal ou vidro, colocado no dedo que desliza no braço encostado nas cordas. Esta técnica é conhecida como ‘slide guitar’. André Christovam toca o ‘slide’ de forma brilhante, sem ficar chato. Considero “A Touch Of Glass” um dos melhores disco de blues brasileiros. Confiram aí…

wolf & sheep
leave my money alone
the stumble
santa cecília
love jar blues
edo
flag pole
tintagel
one kind favor
oh1 captain my captain
brown candles
oh! captain my captain (reprise)

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

3 thoughts on “André Christovam – A Touch Of Glass (1990)

Deixe uma resposta