Grupo Gralha Azul (1981)

Muito bom dia a todos, amigos cultos e ocultos! Há algum tempo atrás, estava eu em Sampa passeando pelos sebos da periferia, quando num desses deparei com um colecionador, um sujeito japonês, que estava enchendo a sacola de discos, numa voracidade que me chamou a atenção. Entre os discos que levou havia um lote com talvez uma dúzia de um mesmo lp, no caso, este aqui do Grupo Gralha Azul. Os discos estavam novinhos e pelo jeito era sobra de estoque. O cara catou tudo, pagou e foi embora. Por curiosidade, perguntei ao vendedor que discos eram aqueles e daí foi que fiquei sabendo que o comprador tinha mesmo vindo do Japão, era um colecionador que eventualmente aparecia por lá e comprava, segundo ele, todo estoque de discos independentes. Quando perguntei ao vendedor que disco era aquele que o japa comprou em lote, ele disse que era de um conjunto musical lá do Paraná. Tirou de trás do balcão um outro exemplar, me mostrou e perguntou: “quer levar um? este é o último”. Evidentemente, acabei comprando, mais pela curiosidade. Ao final o vendedor ainda me disse: “aproveita porque agora este disco vai valorizar, esse moço que saiu tem loja no Japão e vende lá esses discos bem caro”. E realmente, tempos depois vi este lp sendo vendido no e-Bay por umas 100 ‘doletas’. No Mercado Livre tinha um, mas logo foi vendido. Hoje, voltando a esse site de vendas, vi que apareceram outros e com preços muito bons. Acho até que vou comprar outro para garantir o momento especulativo, hehehe… Mas, convenhamos, faz sentido este lp entrar para o hall dos disco raro, afinal os poucos que tinha por aqui já foram embora e certamente, uma produção independente como essa não deve ter passado de mil cópias. Contudo, isso ainda não é nada, não fosse também a qualidade do produto. O Grupo Gralha Azul surgiu na cidade de Paranavaí, dentro do Teatro Estudantil da cidade. Foi fundado pelo professor Huany França, em 1969, porém, somente em 1977 o grupo assume mesmo uma forma ao participar, em Maringá, do 1º Femucic, um festival regional que lhes serviram de impulso para novas aventuras. Desde então, o Gralha Azul passou a se apresentar em público e também em outros festivais, ultrapassaram as fronteiras e chegaram até São Paulo, onde então ganharam mais destaque. Em 1981 o grupo então grava este que seria o seu primeiro disco, um lp independente e como o próprio texto interno nos fala, sem grandes pretensões. Sem dúvida, é um disco com muita simplicidade, mas também com identidade própria, explorando temas rurais, regionais, em composições próprias. Muito interessante, vale uma conferida no GTM…
 
girassol
a hora da bóia
pequena história
geração
saudades da gralha azul
navio de sonhos
américa
ciranda paranaense
pé de meia
viola cor de sangue
remanso
martin pescador
 
 
.

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.