Impacto Cinco – Lágrimas Azuis (1976)

Saindo de Pernambuco, vamos para o Rio Grande do Norte. É de lá que vem o Impacto Cinco, um dos pioneiros e maior representante do rock potiguar. O grupo surgiu nos anos 60, criado por Etelvino Caldas, um ex-seminarista que decidiu abandonar a Igreja depois de ouvir um disco dos Beatles. O Impacto Cinco era uma banda que tocava nas matines de domingo no ABC Esporte Clube de Natal. Se tornou logo um sucesso, sendo a banda de maior destaque entre a juventude universitária da época. O profissionalismo e qualidade musical da banda os levaram para São Paulo, através de Gileno Azevedo, o Leno da dupla Lilian & Leno. Gileno, também do Rio Grande do Norte, era na época produtor musical na CBS. Conhecia bem o trabalho dos caras e resolveu produzi-los. Lançou um primeiro álbum em 1973. Dois anos depois veio este lp, “Lágrimas Azuis”, um trabalho considerado por muitos bem a frente de seu tempo. Pessoalmente, não vejo muito isso, mas também não há como negar a qualidade, bem acima da média. Eles faziam um som competente, à nível das melhores bandas de rock brasileiras. Neste álbum de onze faixas, além de músicas próprias há também composições de Leno, Piska e Raul Seixas. O destaque vai para “Sábado”, música lançada anteriormente pelo Som Imaginário.
“Lágrimas Azuis” é hoje um disco dos mais raros, disputado a tapas e muito dinheiro por colecionadores. Eu por acaso tenho este lp repetido, se alguém se interessar, tá na mão por apenas 250 reais. Façam contato por e-mail 😉

mãos de seda, coração de ferro
(tudo vai mudar) amanhã
fuga
carmem, carmem
viver triste
lembranças
lágrimas azuis
sábado
um bom lugar
sentado no arco iris
muito tempo de som

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

12 comentários a “Impacto Cinco – Lágrimas Azuis (1976)

  1. DESAFIO VOCÊ A POSTAR AQUI AS MUSICAS DO LP DE 1973 HAUAHAHAUHA,ESSE DE 1975 FOI GRAÇAS AO PEDIDO QUE EU FIZ AO GRANDIOSO BLOG POEIRASECANTOS AI DEPOIS DISSMINOU COMO ABELHAS PELOS BLOGS HEHEHE,VLW!

  2. Não adianta me desafiar que esse eu não tenho. Mas pode aparecer… Como disse tenho dois do álbum de 75, que posso vender um para você por 200 pratas. Ah! Também tenho o de 83 e vendo também, quer? Quanto ao de 73 ficarei devendo. O melhor mesmo é você pedir para o Poeiras. Se ele atendeu o seu pedido uma vez, pode ser que o faça de novo.

  3. Mentira, entrei nesse outro blog, postaram o album de 1983 que nem rock é, o de 73 até agora não encontrei em nenhum blog.

Deixe uma resposta