Lafayette E Os Grandes Sucessos (1983)

Boa noite, meus amigos cultos e ocultos! Cá estamos a começar mais um mês de postagens. Deixamos de lado um pouco os compactos, mas eles, assim como os cds, a qualquer hora podem voltar, sem restrições, com certeza! Começamos este mês de abril na mesma tristeza que temos vivido desde o início dessa pandemia, graças a esse maldito que está na Presidência. Mas eu não estou aqui para falar de miliciano genocida, este ainda vai pagar muito caro por tudo que tem nos feito passar. Nossa postagem de hoje, como todos já devem saber é em homenagem ao músico Lafayette, que infelizmente veio a falecer ontem, mais um vitimado pelo Covid-19. Creio que nem precisamos detalhar quem foi Lafayette, um pioneiro do orgão na música pop brasileira, atuou ao lado dos grandes nomes da música brasileira e em especial no período da Jovem Guarda. Sua marca registrada está no arranjo de teclado para o sucesso “Quero que vai tudo pro inferno”, de Roberto Carlos, em 1965. Além de ter acompanhado inúmeros artistas, também gravou muitos discos, boa parte deles pela CBS em sua série “Lafayette Apresenta os Sucessos”, que começou nos anos 60 e se estendeu na década seguinte. Foi redescoberto nos anos 2000 e em 2004, junto com um grupo de músicos e artistas da nova geração formaram o “Lafayette e Os Tremendões”, que era um grupo que fazia releitura das músicas de Roberto Carlos. Gravaram disco e fizeram muitos shows. 
Na falta momentânea de um de seus discos, acabei optando por esse ‘arquivo de gaveta’ que já tinha pronto por aqui. Trata-se de um lp que ele gravou em 1983, desta vez pelo selo Copacabana, uma seleção de sucessos desse período. Como em outros dos seus discos, este também é totalmente instrumental. Confiram no GTM…
 
uni duni tê
too late for goodbyes
whisky a go go
chuva de prata
leva
caminhoneiro
shy moon
careless whisper
nothing’s gonna change my love for you
i just called to say i love you
missing you
coração de estudante
 
.

Lafayette – Apresenta Os Sucessos Vol. 18 (1974)

Boa tarde amigos cultos, ocultos e associados! Tradicionalmente hoje seria um dia para coletâneas, assim como a sexta para independentes e segunda para GRB. Mas, por enquanto vou fugir à regra e postar o que melhor me parecer.

Hoje o nosso encontro é como o organista Lafayette, figura que foi muito atuante nos anos 60 e 70. Primeiro ao lado da Jovem Guarda, onde tocou e gravou em discos de Erasmo e Roberto Carlos. Depois, nos anos 70, seguiu em carreira solo, gravando na CBS a série “Lafayettte apresenta os sucessos”, uma coleção que rendeu ao longo do tempo mais de 30 volumes. Passou um bom tempo sem gravar, mas continuou com seu conjunto se apresentando em bares, restaurantes e bailes. Em 2004 se envolveu num inusitado projeto ao lado de Gabriel Thomaz, líder da banda Autoramas. Juntos eles formaram o conjunto “Os Tremendões”, um grupo que tocava clássicos da Jovem Guarda com uma roupagem atual. Chegaram a lançar um cd com essas músicas. A última notícia que tive do Lafayette é que ele estava agora em outra, formou uma espécie de ‘big band’ para tocar música latina pop (ups!).

O disco que eu tenho aqui para vocês é o volume 18, lançado em 1974. Nele temos reunido temas realmente de sucesso, nacionais e internacionais. Com maestria, Lafayette dá um show com seu órgão e uma banda ‘cover’ que me lembrou bem Os Carbonos. Taí um disquinho muito bom para um sábado. Se quiserem ouvir, ainda há tempo de pedir. O sábado vai até a meia noite 😉

harlem’s theme

mongonucleosis

quero ver você de perto

the fireman’s rock

despedida

feelings

let’s put it all toghether

happy man

tears

tema para um samba

eu quero apenas

banana d’agua