Quarteto Em Cy – Compacto (1966)

Boa noite, meus camaradas, amigos cultos e ocultos! Separei muitos disquinhos de sete polegadas para este mês. Alguns, na verdade, são somente compactos de álbuns os quais eu já postei por aqui. É o caso deste resumo do lp “Som Definitivo”, gravado pelo Quarteto em Cy, juntamente com o Tamba Trio, em 1966. Aqui vamos encontrar dois grandes sucessos: “Das Rosas”, de Dorival Caymmi e “Arrastão”, de Edu Lobo. Confesso que estou postando este disquinho apenas pelo capricho de ter estampado aqui uma produção do selo Forma.
 
das rosas
arrastão
 
 
.

Som Livre Exportação Nº 2 (1971)

Olá, amigos cultos e ocultos! Hoje vamos relembrar um dos programas de maior sucesso da história da Rede Globo de Televisão. Trata-se do “Som Livre Exportação”, que ficou em cartaz entre 3 de dezembro de 1970 e 22 de agosto de 1971. Era um programa semanal que pretendia oferecer uma visão panorâmica da música brasileira. A ideia inicial era exportar o programa para promover a música brasileira no exterior, mas isso acabou não acontecendo. Comandado por Elis Regina e Ivan Lins, o programa contou com a participação de grandes nomes da MPB, como Aldir Blanc, César Costa Filho, Chico Buarque, Clementina de Jesus, Gonzaguinha, Tim Maia, Tony Tornado, Toquinho, Vinícius de Moraes, Roberto Carlos, Wilson Simonal e os grupos Brazuca e Os Mutantes, além de ter revelado uma nova geração de músicos. Aplaudido pela crítica, “Som Livre Exportação” revolucionou os musicais de televisão ao romper com a fórmula do programa de auditório, intercalando depoimentos de personalidades e recolhendo opiniões de populares, o que imprimia um dinamismo próprio a cada número. Alternando planos com cortes que passavam do cantor para a plateia, a direção quebrava a imobilidade tradicional dos demais programas do gênero. O presente álbum, gravado ao vivo (aliás é o volume 2) e lançado pela Philips em 1971, com o selo Forma, reúne alguns dos melhores momentos do “Som Livre Exportação”. Tudo começa com a Orquestra da TV Globo executando o tema de abertura do programa. Depois, Elis Regina interpreta “Black is beautiful”, dos irmãos Valle, nada mais atual nestes tempos de luta pela igualdade racial. Em seguida, um Gonzaguinha em princípio de carreira interpreta “Raça superior”, de sua autoria. Os Mutantes vêm logo depois com “Benvinda”, de Rita Lee e Arnaldo Batista, e Fábio (aquele da música “Stella”) apresenta “A volta do corisco”, dele e Paulo Imperial. Ivan Lins interpreta “Bia, Bia, Beatriz”, de sua parceria com Ronaldo Monteiro de Souza, um dos temas da novela global “O cafona”, cuja trilha sonora estava estourada na época. O Trio Mocotó nos apresenta “Esperança”, de Jorge (então) Ben e Yara Rossi. Maria Bethânia vem em seguida, com “Dia quatro de dezembro”, de Tião Motorista. Maysa canta “Homem de bem”, de César Costa Filho e Aldir Blanc. O grupo O Terço, então despontando com grande vigor, apresenta “Saturday dream”. E, para encerrar, o MPB-4 vem com “Eu chego lá”, composição do mestre Dorival Caymmi. Enfim, este é um disco repleto de bons momentos, mais uma raridade merecedora de nosso Toque Musical. A conferir no GTM, sem falta.
 
tema de abertura – orquestra da tv globo
black is beautiful – elis regina
raça superior – luiz gonzaga jr
benvinda – mutantes
a volta do corisco – fábio
bia bia beatriz – ivan lins
esperança – trio mocotó
dia 4 de dezembro – maria bethania
homem de bem – maysa
saturday dream – o terço
eu cheguei lá – mpb4
 
 
 
*Texto de Samuel Machado Filho