Anthony Guima – Novos Ecos Internacionais Vol. II (1967)

Putz! Hoje eu estou travado. Não fosse o compromisso diário de postagem, eu ficaria apenas no chocolate. Estou sem tempo e sem inspiração. Mas a dose do dia não pode faltar, né não?
Nesta semana eu iniciei as postagens com um disco do Festival Internacional da Canção, o qual tem feito muito sucesso. Uma prova de que os festivais de música sempre foram eventos bastante atrativos. Infelizmente, hoje, para muitos empreendedores, os tradicionais concursos musicais não são vistos da mesma forma. Num período de crise para a indústria fonográfica, uma boa saída seria a volta desses grandes festivais. Quando bem articulados eles esquentam o mercado, agitam e fazem renascer um espírito musical competitivo que só se viu em décadas passadas, principalmente na de 60. Um exemplo interessante de como a indústria fonográfica soube extrair o sumo, o suco e ainda aproveitar a casca e o bagaço é este disco lançado pela Philips em 1967. Um desdobramento do que foi o I Festival Internacional da Canção Popular em sua fase internacional no Rio, no ano anterior. Estratégicamente a gravadora criou este que se chama “Novos Ecos Internacionais”, aproveitando a onda de sucesso do FIC. O disco pretende através de uma interpretação apenas instrumental, ou seja da melodia, salientar as qualidades das dez músicas classificadas. Segundo o texto de contracapa do lp, algumas delas não foram bem aceitas, chegando mesmo a serem vaiadas. No presente álbum temos a interpretação por conta de Anthony Guima ao piano, acompanhado por bateria e contrabaixo. Confesso que não sei quem é (ou foi) o tal pianista. Senhores universitários, especialistas e estudiosos da música, fiquem a vontade para comentar e tirar nossas dúvidas. No álbum estão reunidas, além das dez músicas internacionais, outras duas faixas que correspondem à abertura e encerramento do disco. Em cada música e seu respectivo país de origem, segue abrindo um trecho de outra célebre canção. Tudo no instrumental, não é legal? Confiram aí

abertura: cidade maravilhosa – trecho de o guarani
alemanha – liechtensteiner polka – frag’ den wind
brasil – aquarela do brasil – saveiros
frança – douce france – l’amour toujours l’amour
russia – noites de moscou – os homens se fazem ao mar
japão – motivo japonês watashi dakeno anata
inglaterra – yesterday – gina
espanha – el beso – un dia llegará
austria – danúbio azul – geh vorbel
estados unidos – oh suzana – song of nostalgia
portugal – uma casa portuguesa – começar de novo
encerramento: aquarela do brasil – a banda – cidade maravilhosa

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

2 thoughts on “Anthony Guima – Novos Ecos Internacionais Vol. II (1967)

Deixe uma resposta