Maria Eugênia – Para Ser Feliz (1989)

Bom dia! Chegamos a mais uma ‘sexta independente’ e como a semana é dedicada às cantoras, fui buscar algum disco que se encaixasse à proposta – produção independente, lançado a mais de 20 anos atrás. Procurei também privilegiar alguma cantora que fosse pouco conhecida. Daí, acabei dando de cara como este lp que me chamou a atenção, principalmente pela capa, um estilo bem diferentão, nem parece coisa dos anos 80. Outro detalhe curioso diz respeito à informação da técnica de gravação, chamada aqui de “Sistema DMM -Direct Metal Mastering”, a qual aparece impressa no álbum como sendo a última palavra em tecnologia de gravação em vinil, como se fazia em lp’s produzidos nos anos 60. Nunca ouvi o disco, mas diante a tantos dados instigantes, me vi naquela de ouvir com outros olhos.
Maria Eugênia é uma boa cantora, seu jeito me faz lembrar muito algumas cantoras mineiras. Aliás, o disco tem bem um estilo das produções mineiras, mas pelo que podemos constatar na contracapa, o produto é paulista. Provavelmente a nossa cantora aqui também deve ser paulista.
“Para ser feliz” é um álbum com boas canções, algumas são do compositor Lula Barbosa, que já foi gravado pelos mais diversos artistas, nacionais e internacionais. Os arranjos, muito bons por sinal, são dos veteranos e lendário grupo Os Carbonos. Confiram esta postagem e se possível complementem as informações. Continuo curioso para saber mais e que fim levou a cantora Maria Eugênia.

sem volta e sem fim
para ser feliz
depois do inverno
eu e você
pra me seduzir
aperta o coração
eu gosto muito
doce primavera
paixão exagerada
de ponta a cabeça

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

5 thoughts on “Maria Eugênia – Para Ser Feliz (1989)

  1. Xará, gostaria de saber se vc tem como postar o disco de Fernanda de 1981 o título é FERA. Aquela Fernanda do Festival MPB 80 que defendeu a música Devassa. Tem coisas lindas no disco como GOLPE DE AMOR DE JOYCE, O GRANDE LANCE É FAZER ROMANCE DE CANTUÁRIA E CAETANO…

    Um abraço!

    Augusto Flávio [Petrolina-Pe]

Deixe uma resposta