Elis Regina – Elis (1977)

Esta dispensa comentários. Falar de Elis Regina, como sempre digo, é chover no molhado. Não há o que dizer que ainda não tenha sido dito. Melhor resumir tudo em uma só palavra: Maravilhosa. Os anos 70 foi uma década muito rica na produção musical brasileira, em especial o ano de 1977, muita coisa boa nasceu nesse ano. Eu sou meio suspeito para falar de Elis, mas na minha modesta opinião, este dico é insuperável. É com certeza o disco que mais aprecio, com dez músicas escolhidas a dedo. Um trabalho encantador com arranjos belissímos de Cesar Camargo Mariano no alge da genialidade. Tudo isso sem falar nos músicos participantes e convidados (veja na ficha técnica incluída). Uma jóia imperdível!

1. Caxangá (Milton Nascimento – Fernando Brant)
2. Colagem (Cláudio Lucci)
3. Vecchio novo (José Márcio Pereira – Cláudio Lucci)
4. Morro velho (Milton Nascimento)
5. Qualquer dia (Vitor Martins – Ivan Lins)
6. Romaria (Renato Teixeira)
7. A dama do apocalipse (Crispin – Nathan Marques)
8. Cartomante (Vitor Martins – Ivan Lins)
9. Sentimental eu fico (Renato Teixeira)
10. Transversal do tempo (Aldir Blanc – João Bosco)

Deixe uma resposta