Ney Matogrosso – Destino De Aventureiro (1984) REPOST

Acho que vou continuar nesta semana postando figurinhas repetidas. Digo repetida por serem alguns títulos já postados em outros blogs. Contudo, quero deixar claro que as fontes são outras. Quem já baixou por aqui sabe disso. Sou um tipo caprichoso e isso se vê com clareza no TM. Procuro sempre trazer um diferencial, como por exemplo capa e contracapa incluídos e ao contrário de outros blogs, prefiro manter o registro sonoro sem filtragens ou correções que muitas vezes acabam ficando pior. Aqui o disco vai ‘na íntegra’. Deixo o tratamento sonoro para que cada um o faça como quiser. Eu dou a vara, linha, anzol, mostro onde é o rio, pesco; mas quem vai ter que preparar o peixe para comer são vocês.

Hoje vamos de Ney Matogrosso, no lp “Destino de Aventureiro”. Este disco reflete, de uma certa forma, os primórdios do artista na época dOs Secos & Molhados, no sentido do visual. Este disco é resultado do espetáculo que Ney criou em 1984 e lhe rendeu vários prêmios. O cara alugou o Circo Tihany e mandou bala num show que permaneceu em cartaz durante cinco meses no Rio e seguiu em turnê pelo Brasil. Não sei dizer se ele levou pela turnê a tenda do Tihany.
Destino de aventureiro
Por que a gente é assim

Pra virar lobisomem
Êta nóis
Retrato marrom
Namor
Tão perto
O rei das selvas
Bate-boca
Vereda tropical

Deixe uma resposta