Zé Luiz Mazziotti – Zéluiz (1979)

Bom dia, amigos cultos e ocultos! Ontem eu, na pressa, acabei não conseguindo fazer direito os meus ‘contatos mediúnicos’ com a turma lá de cima. Daí eles só me mandaram a capa e só no fim do dia é que veio o tão esperado ‘toque’. Hoje isso não irá acontecer, pois a Elis Regina, mais uma vez veio trazer essa colaboração. Estou falando deste disco, do cantor e compositor paulista Zé Luiz Mazziotti, também conhecido apenas como Zéluiz. Para aqueles que não o conhecem, ou não se lembram mais, ele fez parte, nos anos 60, do grupo vocal Canto 4, com o qual participou de festivais de música da TV Excelsior e faturou o primeiro prêmio no “Festival da TV Record, defendendo a música “São Paulo meu amor”, de Tom Zé. Como intérprete solo, participou também de outros festivais. Durante muito tempo cantou na noite, trabalhando em boates ao lado de nomes como Vera Brasil, Paulinho Nogueira, Johnny Alf, Alaide Costa e muitos outros. Trabalhou também com ‘jingles’ e participou como intérprete em faixas de discos de trilhas de novela e no seriado infantil da TV Globo, “O sítio do Picapau Amarelo”, onde ele canta a música “Dona Benta”, de Ivan Lins e Vitor Martins. Somente em 1979 é que ele gravou este que foi o seu primeiro álbum solo. Um disco de estréia muito bem produzido, com direção musical de Dori Caymmi e Gilson Peranzzetta. Um time de músicos e convidados de primeira linha. Gente como Tavito, Toninho Horta, Tunai, Robertinho Silva, Luiz Alves, Helio Delmiro, Márcio Lott… putz, tem gente até… só conferindo no encarte. Não posso esquecer da Nana Caymmi, que aqui interpreta com Zéluiz a faixa “Pra sempre”, de Tunai e Sérgio Natureza. Falando ainda do repertório, temos no álbum músicas do próprio Zéluiz em parceria com Sérgio Natureza, Gilberto Gil, Ivan Lins e Vitor Martins, Sueli Costa, Tom e Vinícius, João Bosco e Aldir Blanc e Baden com PC Pinheiro.  Taí, em primeira mão, um excelente disco que agora vai rodar… 😉

bastante
altos e baixos
pra sempre
pai e mãe
violão vadio
virá
falso brilhante
andam dizendo
mania dos tempos
vida em segredo
pelo menos

 

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.

6 thoughts on “Zé Luiz Mazziotti – Zéluiz (1979)

  1. I think that his voice is probably the most beautiful in Brazil, and the 79 disc is gorgeous!! He is a jazz singer and therefore needs a special repertoire which is
    exactly his Achiles heels ; he tends to sings songs of mediocre songwriters whose merits–if they have any– is vulgar fame. In a country whose music has been traditionally rich and whose evolution which took flight with the extraordinaire event
    of Bossa Nova which in its turn, I mean the natural evolution, distroied by greedy homossexuals, his voice, in richer musical sense, would have been of great use.
    Unfortunately, the havoc has been done with the vicious complaisance of the media.

Deixe uma resposta