Tito Madi – Quem É Da Noite Canta (1987)

Olá amigos cultos e ocultos. Depois de tantos afetos e desafetos, eu resolvi colocar uma campainha na porta. Em outras palavras, os comentários de agora em diante passarão por uma verificação prévia antes de serem publicados. Sinceramente, sempre achei isso um saco. É mais um fator que inibe o comentário. Mas, diante aos fatos quem vem ocorrendo, achei melhor fazer como os outros blogs. Chega de bate boca e polêmicas que não acrescentam nada ao objetivo principal. Não peço mais comentários e não publico mais ‘crititicas’. Chega de ameaças e hipocrisia. Antes um amigo oculto que um inimigo culto, muito embora eu saiba que todos os meus amigos e os demais visitantes são cultos. Afinal, música é cultura!

Vamos dando sequência com mais um disco bacana. Desta vez temos o grande Tito Madi em um disco muito bom. Lançado pelo selo 3M em 1987, este álbum, traz três músicas em parceria com Paulo César Pinheiro, a que dá nome ao disco, “Força nova” e “Estranhos”. Tem a clássica “Deusa da minha rua” de Newton Teixeira e Jorge Faraj, numa interpretação belíssima. Destaco ainda a faixa “Belo Horizonte”, composição de Tito em homenagem à capital mineira, muito bonita. Há outras também que fazem do álbum um trabalho de grande sensibilidade. Somando a tudo isso temos a participação de Nana Caymmi e músicos feras como Hervius Vilela, Célia Vaz, Nivaldo Ornelas, Mauro Senize entre outros… Um grande disco, pode conferir!
força nova
estranhos
cansei de ilusões
saudade envelhecendo
quem é da noite canta
deusa da minha rua
belo horizonte
morrer nos braços teus
fracassos de amor
clara paixão
se preciso eu choro
está nascendo um samba
cais do porto

Deixe uma resposta