Arrelia, Lamartine E Altamiro Carrilho – Ride Palhaço (1958)

Os discos de humor são mesmo muito divertidos, mas depois de ouvi-los umas três vezes, já não vemos mais tanta graça assim, principalmente se forem apenas de piadas. Por outro lado, aqueles que são de humor musical a gente acaba até aprendendo a letra e cantarolando sempre. Eis aí uma prova do poder da música, do quanto ela funciona como um veículo diluente, fortificante ou condutor. Através da música tudo toma um outro aspecto, se pode amplificar ou mesmo diluir uma ideia. Isso me fez lembrar do Pachecão, um professor de cursinho pré vestibular, que utilizava da música para fazer seus alunos decorarem a matéria. Ele adaptava os tópicos de estudos em melodias conhecidas, ou seja, ele criava versões tipo paródias, que todos cantavam e acabavam aprendendo. O método do professor eu acabei adotando e adaptando-o para resolver os meus problemas de memória imediata.
Bom, mas voltando ao que eu dizia (antes que eu esqueça), os discos de humor são mais duráveis em nossa mente, e no desejo dela, quando existe a música como base. Eu continuarei postando aqui essas curiosidades, sejam elas cantadas, faladas ou sussurradas. Mas, para que o toque continue sendo musical é preciso haver música. Daí, vamos alternando até mesmo no estilo de humor.
Eu havia separado para esta semana humorística, além do que já tivemos, outros álbuns, como os dos palhaços Carequinha e Arrelia. Embora esses discos caíssem melhor na semana do Dia das Crianças, também são trabalhos cheios de humor e de interesse para os amigos cultos e ocultos do blog.
Temos aqui então, este álbum super bacana, lançado pelo selo do caramujo em 1958. Trata-se, como se pode ver, no título e na capa, de um disco cujo o personagem principal é o palhaço Arrelia, figura que fez muitas crianças rirem e tantas outras chorarem, de mêdo de palhaço. Arrelia interpreta aqui doze músicas do grande Lamartine Babo. Este por sua vez, também participa do disco e quem os acompanha é Altamiro Carrilho e sua bandinha. Embora os elementos que fazem o lp sejam aparentemente circenses, as músicas são todas temas e sucessos de carnaval. E ao contrário do que eu imaginava, estão longe do senso de humor infantil. Confiram o toque…

ride palhaço
moleque indigesto
ahi, hein!?
história… do brasil
a… e… i… o… u…
linda morena
só dando com uma pedra nela…
isto é lá com santo antônio
babo… zeira…
chegou a hora da fogueira
boa bola
teu cabelo não nega

Deixe uma resposta