Gazineo (1973)

Boa tarde, meus amigos cultos e ocultos! Não sou muito fã de discos de 7 polegadas sem capa, infelizmente esses disquinhos a gente quase nunca encontra com capa e quando encontra é com uma capinha genérica, aquela com o furo no meio para se ver o selo. E quase sempre, quando estão com essa capinha, está sempre trocada. Disquinhos assim, a gente só consegue avaliar colocando para tocar. E eu tenho uma porção desses discos que ainda preciso descobrir. Só mesmo promovendo esses ‘períodos temáticos’ para me fazer mexer nos arquivos físicos e explorar aqueles discos que ainda não tive tempo de ouvir. Aqui um bom exemplo… Este é um compacto do cantor baiano Carlos Gazineo, um artista que tem estado presente na cena da MPB desde o final dos anos 60. Só mesmo quem é da área, quem é baiano, talvez, conheça ou se lembre dele. Um cantor premiado em vários festivais, cantou nos mais diversos programas de televisão e casas de shows, além dos jingles para a JS Discos. Sua primeira aparição está no no lp “I Festival do Samba da Bahia, de 1967 (disco este já apresentado aqui no Toque Musical), ao lado do Inema Trio e também no compacto duplo com músicas do sambista Batatinha, onde aparece em duas faixas. Nos primeiros anos da década de 70 ele foi contratado pela Odeon como sambista e grava então este que foi seu primeiro compacto e talvez o seu disco de maior sucesso. Nele ficou registrado “Liso, leso e louco”, composição da dupla Antonio Carlos e Jocafi, que também cuidaram da sua produção. Do outro lado, o samba “Falsa cabrocha”, de Luiz Berimbau. “Liso leso e louco” tocou muito nas rádios e chegou a ser conhecida internacionalmente. Essas duas músicas seriam, na sequencia, lançadas em uma coletânea de sambas da gravadora (Só Sucessos Vol. 12). Gazineo seguiria sua carreira de sucesso gravando outros compactos. Seu primeiro e único lp ele só veio a gravar em 1984, “Cantando sorrindo”, uma produção independente na qual ele aparece como Carlos Vicente. Depois disso viriam os cds e trabalhos com produção. Hoje, parece, está aposentado, curtindo a vida dentro de uma piscina, pelo menos é o que mostra o seu perfil no Facebook. Confesso que quase desisti desta postagem quando vi no Facebook a sua postura política. Enfim, ainda bem que estamos falando do passado. Melhor beber o vinho do que falar do vinagre.
 
falsa cabrocha
liso leso e louco
 
 

Comments

comments

Facebook Comments Plugin Powered byVivacity Infotech Pvt. Ltd.