Radamés Gnattali – Suíte Popular Brasileira (1986)

Boa noite, amigos cultos e ocultos! Nessa onda de trazer de volta velhas bolachas, otimizando suas músicas em novos álbuns de coletânea, com capinhas e coisa e tal, achei de postar hoje autêntico álbum feito nessas condições. Quer dizer, um álbum montado a partir de antigas gravações. Este, no caso, uma produção oficial, da própria Continental.

Temos aqui Radamés Gnattali em um álbum lançado pela gravadora, reunindo dois momentos deste grande músico. No lado A encontramos gravações de Radamés realizadas em 1956. Um trabalho pioneiro de gravação em ‘playback’. São fonogramas muito interessantes onde ele toca ‘ao lado’ do violonista Laurindo de Almeida. Segundo o texto da contracapa as gravações foram feitas em duas etapas. Radamés gravou aqui no Brasil a parte do piano e a fita foi enviada em seguida ao Laurindo, que nessa ocasião já morada nos ‘States’. Coube ao segundo montar sua participação através do registro tocado em fita. Antes mesmo de ler o texto da contracapa eu já estava ouvindo o disco e a gente percebe claramente que os dois músicos não estão tocando no mesmo ambiente. Mesmo assim, o resultado é excepcional. Vale cada uma das faixas.
invocação a xangô
toada
choro
samba canção
baião
marcha
papo de anjo
puxa puxa
bolacha queimada
pé de moleque
amargura
vou andar por aí
cheio de malícia
escrevendo pra você

Deixe uma resposta