Muita Bossa Com… (1965)

Boa noite, prezados amigos cultos e ocultos! Hoje o Toque Musical oferece a vocês uma coletânea com vários nomes da bossa nova. É “Muita bossa com…”, lançada em 1965 pela Philips com o selo Fantasia. Foram selecionados para integrar este disco dez nomes de destaque, alguns até precursores da bossa nova, com um repertório de ótima qualidade. Agostinho dos Santos comparece com “Maria dos meus pecados” e “Eu não existo sem você”. Baden Powell, um mestre do violão, vem com “Samba triste” e “Dum… dum… dum… dum”. Carlos Lyra entrou com os clássicos “Marcha da quarta-feira de cinzas” e “Maria Ninguém”.  Sylvia Telles, de quem o TM já apresentou alguns discos, aqui interpreta “Trá lá lá lá lá”, “Manhã de carnaval” e “Canção que morre no ar”. O Poetinha Vinícius de Moraes aqui nos apresenta “Pela luz dos olhos teus”, letra e música dele próprio, e que marcou sua estreia em disco como intérprete, em 1960. Anos mais tarde, esta música seria regravada em dupla por Tom Jobim e Miúcha, versão que inclusive foi tema de abertura da novela global “Mulheres apaixonadas” (2003). Portanto, eis aqui o registro original. Lúcio Alves, precursor e depois integrante da bossa nova, aqui revive os clássicos “A vizinha do lado” e “Samba da minha terra”, ambos de autoria do mestre Dorival Caymmi. Eliana, que não é outra senão Eliana Pittman, apresenta aqui “Estrelinha”, sensível composição de Sérgio Bittencourt. Por fim, Sônia Delfino, sobrinha da também cantora Ademilde Fonseca e uma das precursoras do rock brasileiro, aqui comparece com a graciosa “Luluzinha bossa nova”, inspirada na conhecida personagem das histórias em quadrinhos criada nos EUA por Marjorie Henderson Buell. Enfim, uma coletânea com momentos sublimes e que, por isso mesmo, é merecedora de nosso Toque Musical. Não deixem de conferir no GTM. 
 
maria dos meus pecados – agostinho dos santos
samba triste – baden powell
trá lá lá lá lá – sylvia telles
marcha da quarta feira de cinzas – calos lyra
a vizinha do lado – lúcio alves
estrelinha – eliana pittman
eu não existo sem você – agostinho dos santos
canção que morre no ar – sylvia telles
dum… dum… dum… dum – baden powell
luluzinha bossa nova – sonia delfino
maria ninguém – carlos lyra
 
 
*Texto de Samuel Machado Filho

Ataulfo Alves – Leva Meu Samba (1958)

Boa noite, amigos cultos e ocultos! Mais uma vez, marcando presença em nosso Toque Musical, a grande figura de Ataulfo Alves, Um artista que tem aqui vários de seus discos. Este, por sinal, era um dos que eu acreditava já ter postado. Já que não foi , eis aqui um bom momento. Tá na ponta da agulha. “Leva meu samba”, lp lançado pelo selo Fantasia/Philips em 1958. Capa chique, me faz lembrar um álbum de blues ou jazz. Mas o samba de Ataulfo não deixa nada a desejar. Uma seleção de clássicos interpretada pelo próprio autor. Confiram

sei que é covardia
leva meu samba
é hoje
vai na paz de deus
atire a primeira pedra
ai que saudades da amélia
você não quer nem eu
herança do demonio
um retrato de minas
mulata assanhada
samba de bangú
santos dumont

 

.