Jacob Do Bandolim – Época De Ouro (1969)

Boa hora, caros amigos cultos e ocultos! Aqui vai mais um disco de instrumentista, no caso, um belíssimo e raro lp do grande bandolinista Jacob do Bandolim, acompanhado pelo conjunto Época de Ouro. Este disco foi lançado no mesmo ano em que veio a falecer Jacob. Pelo que eu entendo, o lp foi saiu antes de sua morte. Aqui, Jacob e o Época de Ouro nos apresenta uma série de clássicos populares, entre valsas, sambas e choros. Enriquecendo ainda mais este belo trabalho, eles vem acompanhados por orquestra, com arranjos dos maestros Radamés Gnattali e Carioca e ainda sob a regência do maestro Zaccarias. Embora não seja um disco cantado, com voz, na contracapa aparecem as letras das músicas e conforme a informação, essas foram colocadas no verso a pedido do próprio Jacob do Bandolim, dando assim ao trabalho uma forma completa. Muito bom, viu? Não deixem de conferir…
 
caprichos do destino
longe dos olhos
lá vai a baiana
cigana
já sei sorrir
da cor do pecado
lábios que beijei
saudade dela
cessa tudo
jardim das flores raras
feitiçaria
serra da boa esperança
 
 
.
 

Conjunto Época De Ouro (1974)

Bom dia a todos, amigos cultos e ocultos! Passamos os últimos dias postando discos de choro e nessa leva não podemos deixar de fora um dos mais importantes grupo, o Conjunto Época de Ouro. Já tivemos o prazer de apresentar aqui outros momento desse espetacular grupo criado por Jacob do Bandolim em 1964 e que ainda hoje mantém acesa a chama do choro genuíno através de uma nova geração. Pelo grupo passaram grandes instrumentistas e assim se mantém ao longo de seus 55 anos de existência. Aqui temos um lp de 1974, o primeiro produzido por Reginaldo Bessa. Um trabalho feito com esmero, envolvendo também a participação de Abel Ferreira, Canhoto, Pedro Sorongo e os ritmistas Gilson e Luna. O Época de Ouro neste disco era formado por Cesar e Damazio, nos violões, Dinho no violão de sete cordas, Déo Rian no bandolim, Jonas no cavaquinho e Jorginho no Pandeiro. O repertório procura traçar a trajetória do choro, dos tempos de sua pré-existência aos dias atuais daquele início dos anos 70.

noites cariocas

nem ela nem eu

batuque

choro negro

o nó

saudações

diabinho maluco

inesquecível

choro nº 1

carolina

sentimento de um coração

meu chorinho

.