Sivan Castelo Neto – 60 Anos De Música (1984)

Bom dia, amigos cultos e ocultos! Depois daquele disco de compositores, Denis Brean e Oswaldo Guilherme, achei que seria bom trazer outro. Assim, temos desta vez, Sivan Castelo Neto, mais um desses grandes nomes da criação musical brasileira, compositor, produtor e publicitário. Nem vou entrar em detalhes aqui, pois o álbum que agora apresentamos faz uma varredura geral na vida e na obra de Sivan. Este lp, promocional, é sem dúvida um álbum raro e de importância fundamental para a história da nossa música popular e também da publicidade no Brasil. Sivan Castelo Neto – 60 Anos de Música foi um projeto criado em homenagem ao autor com produção de Ugo Marotta e Berto Filho, este último, filho de Sivan. Trata-se de um álbum duplo, sendo o primeiro um disco de depoimentos, com trechos originais de músicas e jingles de Sivan. No segundo disco temos uma seleção de suas músicas com diferentes artistas. Sem dúvida, um álbum que merece atenção, inclusive por ser promocional, uma produção para a Petrobrás em edição limitada e gratuita. Ainda é possível encontrar alguns exemplares pelo Mercado Livre e vale muito a pena, pois esse ainda não entrou na lista dos especuladores e se pode comprar por um preço honesto. Quer dizer, isso, até antes desta postagem, pois depois que passa por aqui a coisa muda de figura. Ainda bem que eu já tenho o meu 😉
 
disco 1:
depoimentos e jingles
disco 2:
tema do boneco de palha – tito madi
me faz um bem – zezé gonzaga
tema para sonata – márcia e luiz eça
se ela perguntar – maurício duboc e chiquinho do acordeon
deixei uma lágrima rolar – conjuntos nó em pingo d’agua e ugo morotta
chorar e cantar – márcia e osmar milito
rococó – marilía barbosa e chiquinho do acordeon
felicidade – zezé gonzaga e conjunto nó em pingo d’agua
quando a noite vem – tito madi, maurício einhorn e ary piasarolo
quatro letras – conjunto ugo marotta e osmar milito
vão falar de mim – helena de lima e luiz eça
brincar de amor – conjunto ugo marotta, marcio lott e don harris
o amor é assim – márcia, tito madi e osmar milito
 
.

Calendário Musical Renner 1961 (1961)

Bom dia a todos, amigos cultos e ocultos! Temos para este domingo um lp muito bem datado, prestes a completar 60 anos. Um disco calendário, do ano de 1961 (boa safra, diga-se de passagem) criado para a indústria gaúcha de roupas Renner, que em 1965 se tornaria as Lojas Renner, como a conhecemos hoje em dia. Neste lp, celebrando o ano de 1961, eles conseguiram um feito, reunir um time de artistas de vários selos para gravarem um disco realmente excepcional, onde cada faixa representa um mês do ano. Está aí uma interessante raridade para qualquer colecionador de discos de música popular brasileira, pois sendo um lp promocional, não comercial, brinde da Renner, certamente teve uma tiragem limitada e assim, poucos devem ainda existir. Outra coisa que faz este disco ser uma raridade é o fato de que temos aqui uma seleção musical composta especialmente por Miguel Gustavo para essa produção. Miguel Gustavo foi um compositor, jornalista, radialista e poeta. Já tivemos a oportunidade de postar aqui outros discos com músicas de sua autoria. Nos anos 50 ele começou compondo jingles (música para propagandas) que se tornaram muito populares, sendo ainda hoje lembrados por muitos de nós. Como compositor popular, seu primeiro grande sucesso foi ao lado de Ataulfo Alves com quem compôs “O que é que eu vou dizer em casa”, em 1947. Por certo, Miguel Gustavo foi um grande compositor popular e muitas de suas músicas são sucessos incontestáveis, os quais nem vou listar pois são muitos. E aqui neste álbum super bacana temos dele todas as faixas interpretadas por, Roberto Silva; Jorge Veiga; Lúcio Alves; Carequinha; Altamiro Carrilho; Conjunto Farroupilha; Luiz Vieira; Dircinha Batista; Sônia Delfino; Elizeth Cardoso; Jorge Goulart e Luciene Franco. E ainda, completando a obra, temos a vinheta jingle, “Roupa é roupa Renner”, com Britinho e Orquestra Columbia, no início e final do vinil. Um disco realmente dos mais interessantes. Confiram no GTM…
 
roupa é roupa renner – britinho com orquestra columbia
janeiro – ano bom – luciene franco, côro e orquestra
fevereiro – chegou o carnaval – dircinha batista e escola de samba
março – volta as aulas – sonia delfino, côro e orquestra
abril – marcha de brasília – jorge goulart, côro e banda
maio – dia da mães – elizete cardoso
junho – são joão – luiz vieira e banda
julho – dia da vovó – roberto silva e côro infantil
agosto – dia do papai – jorge veiga com orquestra
setembro – primavera – lúcio alves, côro e orquestra
outubro – dia das crianças – carequinha, regina e côro infantil
novembro – recordações – altamiro carrilho e conjunto seresta
dezembro – dia de natal – conjunto farroupilha
roupa é roupa renner – britinho com orquestra columbia
 
 
.